Covid-19 é capaz de obstruir vasos sanguíneos, diz pesquisadora da USP

Segundo a cardiologista da USP Ludhmila Hajjar pesquisadores agora buscam maneiras de identificar micro trombos sanguíneos que podem ajudar no tratamento

Da CNN, em São Paulo
28 de julho de 2020 às 23:48

Avança no Brasil pesquisas da USP de Ribeirão Preto e São Paulo que buscam entender a relação do novo coronavírus com doenças no sangue que podem obstruir vasos sanguíneos. Segundo a cardiologista da USP Ludhmila Hajjar, que participa da pesquisa que vem sendo conduzida em São Paulo, a Covid-19 afeta o sistema circulatório.

“O vírus tem capacidade de gerar uma doença que obstrui os vasos sanguíneos. Isso pode causar embolia no pulmão, uma trombose na cabeça e até mesmo obstruir os vasos do coração e causar um infarto”, explica Ludhmila.

Leia também:

Rússia diz que terá vacina aprovada contra Covid-19 em duas semanas

Gabbardo: leitos de UTI agora serão usados para outras necessidades da população

15 milhões de brasileiros podem virar o ano vacinados, diz Ministério da Saúde

Ela explica que, no momento, o grande desafio dos pesquisadores é desenvolver um método para detectar o que eles chamam de micro-trombos, pequenas obstruções dos vasos sanguíneos que podem deteriorar a situação do paciente da Covid-19.

“Trombos grandes são detectados por ultrassom. O que os pesquisadores estão pesquisando são métodos de identificar micro-trombos. Descobrir isso pode mudar a história de muitos pacientes pois o médico poderá introduz a medicação adequada de maneira precoce no tratamento,” diz Ludhmila.

“Estamos buscando um método de exame mais sensível que pode fazer diagnóstico mais rápido.”

A pesquisadora destaca que, ao entender os mecanismos da doença, a medicina conseguirá ser mais eficaz nos tratamentos.

Cardiologista Ludhmila Hajjar, em entrevista para a CNN (28.jul.2020)
Foto: CNN Brasil

(Edição: Paulo Toledo Piza).