Sintomas atípicos em idosos podem atrasar diagnóstico da Covid-19, diz geriatra

Ele alerta que caso confirmado o caso de coronavírus, a família que tem convivência mais próxima do idoso deve se testar

Da CNN, em São Paulo
13 de agosto de 2020 às 21:03

Considerados grupo de risco, idosos podem apresentar sintomas atípicos da Covid-19, segundo o geriatra Natan Chehter. Ele explica que pacientes de mais idade costumam ter sintomas incomuns em casos de infecção e que, no cenário do novo coronavírus, isso está afetando a agilidade com que as famílias buscam um diagnóstico completo.

“Qualquer infecção no idoso pode se manifestar de maneira atípica, com sonolência ou mesmo mudança de comportamento. Por isso, a infecção tem atraso no diagnóstico algumas vezes. Os idosos podem até mesmo não apresentar febre quando infectados pela Covid-19.”

Leia também

ANS determina cobertura de teste sorológico de Covid-19 por planos de saúde

Soro com anticorpos de cavalos não deve ser vendido em farmácias, diz instituto

OMS minimiza risco de novo coronavírus entrar na cadeia alimentar

O geriatra Natan Chehter
Foto: CNN (13.ago.2020)

Ele alerta que caso confirmado p contágio pelo novo coronavírus, a família que tem convivência mais próxima do idoso deve se testar e, no intervalo de tempo entre o teste e o resultado, praticar o isolamento social.

Comorbidades

Apesar de ser naturalmente do grupo de maior risco, idosos com diabetes, hipertensão ou obesidade devem estar duplamente atentos à doença, segundo Natan. 

O geriatra explica que pacientes diabéticos já tem um sistema imune comprometido, e que por estar inflamado, tem resposta imune menos eficaz. Já para os hipertensos, a doença “pode se manifestar em maior grau”, assim como em obesos.

Há registros também de pessoas jovens e sem histórico de outras enfermidades, que morreram vítimas da Covid-19 ou tiveram sérias compicações com a doença durante o tratamento.

(Edição: Sinara Peixoto)