Bolsonaro volta a dizer que vacinação para Covid-19 não pode ser forçada

Segundo cientistas, caso a eficácia do imunizante seja comprovada, é necessário que a cobertura vacinal seja ampla para que toda a população esteja protegida

Cristina Kos*
08 de setembro de 2020 às 15:18 | Atualizado 08 de setembro de 2020 às 15:26

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a dizer nesta terça-feira (9) que não pode obrigar as pessoas a se vacinarem contra a Covid-19. As declarações foram dadas durante audiência com o grupo "Médicos pela Vida".

"A gente não pode injetar qualquer coisa nas pessoas e muito menos obrigar", disse Bolsonaro. "Eu falei que ninguém é obrigado a tomar a vacina e o mundo caiu na minha cabeça. Não pode amarrar o cara pra dar vacina nele."

Leia mais:
Bolsonaro diz que 'tiraram poder' dele para tomar medidas em combate à pandemia
'Brasil é o país que mais preserva seu meio ambiente', diz Bolsonaro
Bolsonaro seria reeleito em 2022 em todos os cenários, diz pesquisa

Atualmente três vacinas contra a Covid-19 estão sendo testadas no Brasil e são a maior esperança para deter o avanço da pandemia no país, que já matou mais de 126 mil pessoas e contaminou 4 milhões.

Segundo cientistas, caso a eficácia do imunizante seja comprovada, é necessário que a cobertura vacinal seja ampla para que toda a população esteja protegida. 

(*Sob supervisão de Leandro Bisa)