Congresso faz audiência para despolitizar discussão das vacinas contra Covid-19


Natália André e Tainá Falcão, da CNN, em Brasília e em São Paulo
16 de outubro de 2020 às 12:02 | Atualizado 16 de outubro de 2020 às 12:33
Pesquisadores da Coronavac, a vacina chinesa, fazem procedimentos em laboratório

Pesquisadores da Coronavac, a vacina chinesa, fazem procedimentos em laboratório

Foto: CNN (11.set.2020)

A Comissão Mista do Congresso da Covid-19 vai se reunir, na próxima terça-feira (20), para “despolitizar o debate das vacinas”. A afirmação é do presidente do grupo, Confúcio Moura (MDB-RO), que convidou para a audiência pública a Anvisa, a Fiocruz, o Instituto Butantan e o TecPar. Respectivamente, representantes das vacinas inglesa (Oxford), chinesa (CoronaVac) e russa (Sputinik V), no Brasil.

Leia mais:
Aplidin: Droga contra câncer é eficaz em teste preliminar para tratar Covid-19
Vacina da Sinopharm se mostrou segura e gerou anticorpos nas fases 1 e 2

A ideia é ampliar a discussão para que a população brasileira entenda em que pé está cada teste e evolução. “O nosso papel é fiscalizatório, de analisar contas públicas, desafios fiscais brasileiros e o enfrentamento à doença, pelos estados, municípios e União. Totalmente despolitizado. Não queremos ser a favor ou contra deste ou aquele instituto, ou estado. Nós queremos é a vacina”, explicou o parlamentar.

No dia seguinte, conforme adiantado em entrevista exclusiva à CNN Rádio, o governador de São Paulo, João Doria, estará em Brasília para se reunir com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e integrantes da Anvisa. Esses encontros serão, mais uma vez, para que o governo federal ajude São Paulo, financeiramente, na compra de mais doses do imunizante chinês, para uma campanha nacional.

João Doria, inclusive, convidou os membros da Comissão do Congresso, em reunião interna, no último dia 9, para que eles acompanhem o governador nas duas reuniões. De acordo com o senador Confúcio, o chamado foi informal por ainda não haver certeza de datas na época. Agora, na audiência de terça, o presidente vai estender o convite a toda a Comissão.

Ao todo, já confirmaram a participação, por videoconferência, seis convidados. São eles o secretário de Vigilância em Saúde do MS, Arnaldo Correia de Medeiros; o o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas; o presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia e pesquisador da Fiocruz, Ricardo Gazzinelli; o vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Guilherme Werneck; o diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (TecPar), Jorge Callado; e o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Antônio Barra Torres.