'Acredito no programa imunização liderado pela Saúde', diz governador do RS

Eduardo Leite: "Não faz sentido abrir uma disputa entre estados e municípios e disputar no mercado a compra de vacinas”

da CNN, em São Paulo
08 de dezembro de 2020 às 23:34 | Atualizado 08 de dezembro de 2020 às 23:34

 
Em entrevista à CNN nesta terça-feira (8), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou que acredita no Programa Nacional de Imunização (PNI) com a liderança do Ministério da Saúde voltado ao combate à Covid-19.

"Eu apoio, defendo e acredito, e tenho razões para isso porque tudo aquilo que foi apresentado, como disponibilização de leitos, respiradores e equipamentos, foi atendido para o governo do Rio Grande do Sul. Então, eu confio também na disponibilização da vacina", disse.

"Diante da politização que se apresenta neste debate, nós estabeleceremos outros contatos caso essa confiança acabe frustrada".

Assista e leia também:

Dino: Se o governo federal não resolver seus impasses, não podemos ficar parados

Precisamos da vacina que for aprovada primeiro, diz Wellington Dias

Doria avalia ação no STF e emenda em medida provisória para bancar Coronavac

Pazuello afirma que toda vacina aprovada pela Anvisa será comprada pelo governo

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB)
O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB)
Foto: CNN (08.dez.2020)

A declaração foi feita após à reunião de hoje entre os governadores de estado e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para tratar a vacinação contra o novo coronavírus no Brasil. 

“Um país como o Brasil, que tem um Programa Nacional de Imunização com mais de 47 anos de tradição, funcionando efetivamente, erradicando doenças no país, não faz sentido que a gente abra uma disputa entre estados e municípios nessa estrutura federativa e acabemos todos disputando no mercado a compra de vacinas”, argumentou.

(Publicado por Sinara Peixoto)