Correspondente Médico: O que determina o fim dos testes da Fase 3 de vacinas?

Neurocirurgião Fernando Gomes explicou quando os pesquisadores consideram seguro para encerrar testes com as vacinas contra a Covid-19

Da CNN, em São Paulo
09 de dezembro de 2020 às 10:01

 

Na edição desta quarta-feira (9) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou o que determina o encerramento dos testes da Fase 3 para as vacinas contra a Covid-19 e explicou o que é avaliado em cada fase das pesquisas.

Leia também:
Vacina com tecnologia similar à Coronavac mostra 86% de eficácia
Como o mundo conseguiu uma vacina em menos de 1 ano
Lei pode obrigar Anvisa a analisar possível vacina em apenas 72 horas

"O fim dos testes acontece quando se chega num número estatístico calculado previamente, no começo da pesquisa. Na Fase 1, o objetivo é testar a segurança, então, algumas pessoas são submetidas à vacina e verifica-se efeitos colaterais. Na segunda fase, com mais pessoas, testa-se se há, de fato, resposta imunológica. Feito isso, então inicia-se a Fase 3 com o envolvimento de milhares de pessoas. É quando se testa a eficácia propriamente dita. Isso precisa ser realizado em escala porque não se pode iniciar um estudo com milhares de pessoas e, de repente, perceber que a vacina não é segura", explicou o médico.

Gomes também comentou sobre a conclusão dos estudos. "Após os testes, o trabalho precisa ser publicado, avaliado pelos pares, todo o rigor científico aplicado. Se tudo for correto, com o trabalho publicado, temos um número que pode ser levado como documento".

Quadro Correspondente Médico
No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes explicou a fase 3 de testes para vacinas contra a Covid-19
Foto: CNN Brasil (9.dez.2020)

(Publicado por: André Rigue)