Todos acordos de vacinas seguras devem ser considerados, diz presidente da SBIm

Presidente da SBIm Juarez Cunha afirmou que todos os imunizantes com eficácia comprovada devem ser considerados para negociação no Brasil

Da CNN, em São Paulo
27 de dezembro de 2020 às 17:08 | Atualizado 27 de dezembro de 2020 às 17:24

 

Em entrevista à CNN neste domingo (27), o presidente da Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), Juarez Cunha, afirmou que todos os imunizantes com segurança comprovada devem ser considerados para acordos no Brasil. 

Leia também

Eficácia da vacina de Oxford deve ser maior que 90%, diz CEO da AstraZeneca

Coletivo busca promover a diversidade racial em cursos de medicina no Brasil

'Abrandar a epidemia com a vacina já é um grande benefício', diz infectologista

"Como sociedade científica, nós achamos que não podemos descartar negociação de nenhuma vacina que venha a se mostrar eficaz, independentemente da origem dela", disse Cunha.

"O que esperamos é que esforços sejam feitos ao máximo para se conseguir o maior número de doses possíveis."

Presidente do SBIm Juarez Cunha fala sobre negociações de vacinas no Brasil (27.dez.2020)
Foto: Reprodução / CNN


 (Publicado por: Marina Motomura)