Governo planeja distribuir vacina do Butantan a todos os estados ao mesmo tempo


Lorena Lara, da CNN em São Paulo
09 de janeiro de 2021 às 14:55 | Atualizado 09 de janeiro de 2021 às 20:02

 

O Ministério da Saúde irá comprar os 46 milhões de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan, de São Paulo. O acerto foi confirmado em reunião na sexta-feira (8). A totalidade das doses será incorporada ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, desenhado pelo governo federal.

O objetivo é fazer com que brasileiros de todo o país recebam a vacina ao mesmo tempo, dentro da logística estabelecida pelo Plano. Segundo o Ministério da Saúde, todas as vacinas que recebam aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) serão incorporadas e distribuídas nacionalmente.

Leia e assista também:

76% de pacientes tiveram sequelas 6 meses após internação por Covid-19

Manaus perto do colapso: em 7 dias, janeiro já é o segundo mês com mais enterros

A pasta informou que os estados receberão quantidades de doses proporcionais às suas populações. Em seguida, os governos estaduais distribuirão os imunizantes aos municípios.

Vacina Coronavac será produzida pelo Instituto Butantan
Vacina Coronavac será produzida pelo Instituto Butantan
Foto: Paulo Guereta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo