Dados da Coronavac enviados à Anvisa estavam completos, diz secretário de SP

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou que os dados da Coronavac serão reenviados à Anvisa, mas os documentos estavam completos

Da CNN, em São Paulo
10 de janeiro de 2021 às 19:27 | Atualizado 11 de janeiro de 2021 às 09:05


Os documentos enviados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estavam completos. Foi o que disse o secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, em entrevista à CNN. No sábado, a Anvisa requisitou ao Instituto Butantan mais informações sobre os dados referentes à Coronavac. 

Leia também:
Dados da Coronavac relatados à Anvisa não estão claros, diz médico
Casos de Covid-19 ao redor do mundo superam 90 milhões
Aprovação da Coronavac não está sob risco, afirmam ex-presidentes da Anvisa

"Não entendemos o que realmente aconteceu. Talvez localmente houvesse um atraso na remessa de um ou outro documento, mas a informação que obtivemos com o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, é que o material estava completo", disse Gorinchteyn. 

"Por uma questão de respeito e necessidade, esses dados foram reenviados para a análise ser feita da forma mais rápida possível, sem perder qualquer nobreza científica."

Secretário estadual de Saúde de São Paulo Jean Gorincheteyn
Secretário estadual de Saúde de São Paulo Jean Gorinchteyn falou sobre os novos pedidos da Anvisa a respeito da Coronavac (10.jan.2021)
Foto: Reprodução / CNN