Amazonas registra recorde de hospitalizações e casos nesta quinta-feira

O último recorde de casos de Covid-19 foi registrado no final do mês de maio de 2020, com 2.763 casos diários

Ludmila Candal e Evelyne Lorenzetti, da CNN, em São Paulo
14 de janeiro de 2021 às 21:19 | Atualizado 15 de janeiro de 2021 às 13:06

 

O estado do Amazonas viveu nesta quinta-feira (14) o pior dia no número de hospitalizações e de casos de Covid-19 desde o início da pandemia.

Segundo boletim informado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, o estado registrou hoje 3.816 novos casos de COVID-19, totalizando 223.360 infectados pela doença.

O último recorde infectados foi registrado no final do mês de maio de 2020, com 2.763 casos diários, quando o estado viveu uma situação caótica a primeira onda da pandemia.

A capital, que enfrenta atualmente um colapso no sistema de saúde, contabilizou 2.516 novos casos nesta quinta, número também recorde.


Paciente com Covid-19 recebe atendimento médico em Manaus
Foto: Sandro Pereira/Fotoarena/Estadão Conteúdo


 
Os dados desta quinta-feira (14) apontam 254 novas internações em Manaus, enquanto o estado do Amazonas chegou a marca de 258 pessoas internadas no total.

A taxa de transmissão da Covid-19 no Amazonas está em 1,3. Isso significa que, para cada cem pessoas infectadas, em um intervalo de sete dias, outras 130 serão contaminadas.

Segundo a presidente da Comissão Estadual de Controle de Infecção em Serviços de Saúde da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, Tatyana Amorim, esse indicador mede a velocidade de crescimento do número de casos.

Ela explica o que pode ter causado esse aumento da taxa de transmissão no estado. “São várias as condições que podem explicar esse aumento acelerado de casos, tais como o relaxamento da adesão às medidas de proteção, as aglomerações de final de ano e, ainda, a possibilidade da circulação de uma nova variante do vírus com maior potencial de transmissão”, disse. 

Operação de guerra

Para conter o avanço da pandemia no estado, o Governo do Amazonas editou nesta quinta-feira (14) um novo decreto que institui, pelos próximos dez dias, uma restrição provisória da circulação de pessoas em todos os municípios do estado das 19h às 6h. 

O governador do estado, Wilson Lima, afirmou que essas são medidas duras, mas necessárias. ”Estamos em uma operação de guerra”, afirmou o governador ao anunciar a medida.

Outros recordes

Na quarta-feira (13), a cidade de Manaus bateu recorde de sepultamentos diários desde o início da pandemia pelo coronavírus, segundo informe funerário da prefeitura.

Foram registrados 198 sepultamentos nos cemitérios da capital, com 79 declarados como decorrentes da Covid-19. Não houve a opção pelo serviço de cremação.