Zema: Nenhum estado ou município poderia ter tratamento diferente na imunização

À CNN, governador de Minas Gerais falou sobre o andamento da campanha de vacinação no estado

Da CNN, em São Paulo
19 de janeiro de 2021 às 13:29


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), disse, em entrevista à CNN, que não seria justo algum estado ser priorizado na imunização contra a Covid-19 no Brasil. No entanto, para ele isso não aconteceu, já que unidades federativas de todas as regiões do país vacinam a população desde segunda-feira (18).

"Sempre fui favorável ao Plano Nacional de Imunização. Nenhum estado ou município, do meu ponto de ver, poderia ter tratamento diferente porque isso ia ocasionar muito mais tumulto, insatisfação e, inclusive, injustiça. Não seria justo alguns terem acesso e outros não", disse Zema.

"Agora, vejo que o Brasil como um todo começou a campanha de vacinação ao mesmo momento.  A questão de horas ou um dia não faz diferença. Vejo que a vacina está hoje disponível em todo o território nacional e fico muito satisfeito", completou o governador.

Minas Gerais recebeu 577 mil doses da Coronavac na noite de segunda-feira (18), de acordo com Zema. O governador não soube precisar quantos mineiros já foram vacinados, mas garantiu que até o fim do dia um levantamento com números da imunização será divulgado.

"Nos planejamos com muita antecedência e, desde o início da pandemia, somos o estado com a menor taxa de óbito do Brasil", afirmou Romeu Zema, afirmando que o estado conta com mais de 50 milhões de seringas e agulhas para vacinar a população.

Vacinação contra a Covid-19 já começou em Minas Gerais
Foto: CNN (15.jul.2020)