Reações alérgicas graves à vacina da Moderna são raras, diz CDC

Órgão dos EUA registrou média de 2,5 casos por milhão de doses; em comparação, 11,1 pessoas em cada milhão tiveram reação grave à vacina da Pfizer/BioNtech

Jen Christensen e Lauren Mascarenhas, da CNN
23 de janeiro de 2021 às 08:31
Funcionário de hospital nos EUA exibe dose de vacina da Moderna contra Covid-19
Funcionário de hospital nos EUA exibe dose de vacina da Moderna contra Covid-19
Foto: Eduardo Munoz - 21.dez.2020/Reuters

Reações alérgicas graves à vacina contra Covid-19 da farmacêutica Moderna são raras, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

Um relatório do CDC publicado na sexta-feira (22) revelou que apenas 10 pessoas tiveram reações alérgicas graves, conhecidas como anafilaxia, em mais de 4 milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina Moderna desde 10 de janeiro. Isso representa uma taxa de 2,5 casos por milhão de doses administradas.

O CDC relatou anteriormente que, com a vacina Pfizer/BioNTech, 11,1 pessoas em cada milhão de vacinadas sofreram uma reação alérgica grave do mesmo tipo. Para comparação, a taxa de reações alérgicas graves para a vacina da gripe é de 1,3 por 1 milhão de doses.

Todas as 10 reações alérgicas graves à vacina da Moderna ocorreram em mulheres. Os sintomas começaram rapidamente – em média sete minutos e meio depois que as pessoas receberam a injeção. Todos os pacientes que o CDC conseguiu acompanhar se recuperaram.

Nove dos pacientes tinham história documentada de alergia e mais da metade dessas pessoas tinham história anterior de anafilaxia. Apenas um teve reação alérgica prévia a uma vacina. Os outros tiveram reações alérgicas a uma mistura de coisas – drogas, agentes de contraste usados ??em algumas imagens médicas e uma pessoa tinha alergia alimentar.

A anafilaxia pode ser fatal, mas as pessoas geralmente se recuperam completamente se tratadas imediatamente. A FDA (Food and Drug Administration, órgão norte-americano equivalente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária) exige que todos os locais que administram vacinas Covid-19 tenham pessoas treinadas e tratamentos de anafilaxia disponíveis.

O CDC tem monitorado as reações adversas e coletou 1.266 notificações de eventos adversos relacionados à vacina Moderna. Entre esses relatórios, 108 envolvendo reações alérgicas foram marcados para uma revisão posterior. A maioria dos relatos de eventos adversos acaba não relacionado à vacinação.

O CDC determinou que 47 das notificações foram reações alérgicas de não anafilaxia e 47 foram consideradas reações não alérgicas. Quatro relatos não tinham informações suficientes para chegar a uma conclusão.

Muita cautela

O CDC e a FDA estão monitorando cuidadosamente a distribuição de vacinas para qualquer tipo de eventos adversos.

Autoridades de saúde da Califórnia disseram aos profissionais de saúde para pausar a administração de um lote de vacinas da Moderna no domingo (17), depois que várias pessoas em uma clínica em San Diego precisaram de atenção médica 24 horas após receber as doses do lote.

Caixas com vacinas das Moderna contra Covid-19 em centro de distribuição nos EUA
Caixas com vacinas das Moderna contra Covid-19 em centro de distribuição no Mississippi, nos EUA
Foto: Paul Sancya - 20.dez.2020/Reuters

A Moderna disse que o lote continha mais de 1,2 milhão de doses enviadas para 37 estados diferentes.

O departamento de saúde da Califórnia recomendou a pausa por um "excesso de cautela". Após uma investigação, o governo deu ao estado autorização para retomar imediatamente as vacinações na quarta-feira (20).

Recomendação do CDC

O CDC afirma que as pessoas que têm uma reação alérgica imediata à primeira dose da vacina Pfizer ou Moderna não devem tomar a segunda dose.

Embora as reações graves sejam relativamente raras, o CDC solicitou que os fornecedores da vacina estejam preparados. Os locais de vacinação devem monitorar as pessoas por pelo menos 15 minutos após receberem a injeção e ter equipe treinada e suprimentos disponíveis para lidar com as reações adversas.

Aqueles com histórico de reações alérgicas a outros tipos de vacinas são aconselhados a consultar seu médico antes de serem vacinados contra Covid-19. Os médicos dizem que os benefícios de ser vacinado contra a Covid-19 superam os riscos.

A maioria das pessoas com alergias ou com histórico de reações alérgicas graves não relacionadas a vacinas ou injetáveis ??devem ser vacinadas com segurança, diz o CDC.

Aqueles que são vacinados podem esperar alguns efeitos colaterais, como dor ou inchaço no local da injeção, febre, fadiga ou dores de cabeça. Os médicos dizem que esses são sinais normais de que o corpo está construindo proteção contra o vírus.

(Texto traduzido; leia o original em inglês)