Produção de vacinas vai ficar limitada até março, diz vice-diretor da OPAS

Jarbas Barbosa ressalta que, diante deste cenário, continuam sendo necessárias medidas efetivas contra a Covid-19, como o uso de máscaras

Da CNN, em São Paulo
25 de janeiro de 2021 às 21:39


 

Com a confirmação da chegada de mais 10 milhões de doses da vacina da Oxford ao Brasil e o envio de insumos para a produção da Coronavac, o país ganha um alívio na situação das vacinas, que sofrem de procura mundial. 

Apesar do quadro estabilizado de vacina no Brasil, Jarbas Barbosa, vice-diretor geral da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), disse à CNN que a procura por vacinas no mundo continuará muito mais alta que a demanda até março, quando a situação tende a melhorar.

 

 

“O acesso às vacinas atualmente está muito limitado mesmo em países ricos.Esta dificuldade de encontrar vacinas vai continuar limitada até março, quando começaremos maior fluxo de produção e mais produtores iniciando a fabricação”, disse o vice-diretor da OPAS.

Barbosa ressalta que diante deste cenário, continuam sendo necessárias medidas efetivas contra a Covid-19, como o uso de máscaras e principalmente o distanciamento social. “As medidas de proteção que funcionam precisam continuar.”

Funcionários do Instituto Gamaleya trabalham na Sputnik V, a vacina russa contra a Covid-19
Foto: Sputnik V/Divulgação

(Publicado por Amauri Arrais)