Contágio por dois tipos de coronavírus pode criar um terceiro

Pesquisadores ainda não encontraram mutações resistentes aos anticorpos conhecidos; ou seja, o efeito das vacinas continuam eficazes nessas situações

Da CNN, em São Paulo
31 de janeiro de 2021 às 16:08 | Atualizado 31 de janeiro de 2021 às 16:55


A infecção por dois tipos diferentes de coronavírus pode gerar um terceiro tipo da doença no corpo. Isso porque a junção de ambos os vírus que atuam no organismo pode dar origem a um tipo mais forte. 

No Brasil, cientistas do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro identificaram os dois primeiros casos de infecções simultâneas. Apesar disso, os pesquisadores ainda não encontraram mutações resistentes aos anticorpos conhecidos; ou seja, o efeito das vacinas continuam eficazes nessas situações. 

Coinfecção de coronavírus pode gerar um terceiro tipo mais forte (31.jan.2021)
Foto: Reprodução / CNN