Covid-19: Estudo israelense indica que 1ª dose da vacina da Pfizer é 85% eficaz

Números são maiores do que os que haviam sido apontados pela própria empresa, que indicavam uma eficácia de 52% após a primeira dose do imunizante

Da CNN, em São Paulo
19 de fevereiro de 2021 às 09:33

Um estudo feito em Israel indicou que apenas uma dose da vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19 pode ser suficiente para reduzir a doença significativamente. A pesquisa foi feita com mais de 7 mil profissionais da saúde que foram imunizados contra o novo coronavírus em um hospital do país.

De duas a quatro semanas após a primeira dose da vacina, o imunizante teve 85% de eficácia na prevenção de casos com sintomas. A eficácia passou para 75% quando foram incluídos também os casos sem sintomas da doença. 

Os números são maiores do que os que haviam sido apontados pela própria empresa, que indicavam uma eficácia de 52% após a primeira dose da vacina.

A recomendação da Pfizer é que haja um intervalo de 21 a 28 dias entre as duas doses do imunizante. Após uma semana da aplicação da segunda dose é que a eficácia sobe para 95%. 

Profissional de saúde prepara vacinas Pfizer/BioNTech contra Covid-19
Foto: Pedro Nunes/Reuters

(Publicado por Leonardo Lellis)