Ministério da Saúde destinará doses extras da Coronavac para o Acre

Estado foi incluído no rol de estados que serão contemplados com doses extras do chamado "fundo estratégico"

Igor Gadelha
Por Igor Gadelha, CNN  
23 de fevereiro de 2021 às 23:05 | Atualizado 24 de fevereiro de 2021 às 07:45

O Ministério da Saúde definiu, na noite desta terça-feira (23), o número de vacinas que cada Estado receberá do novo lote de 1,2 milhões de doses da Coronavac entregue hoje pelo Instituto Butantan.

A CNN teve acesso em primeira mão à planilha da divisão.

Segundo o documento, o Acre foi incluído no rol de estados que serão contemplados com doses extras do chamado "fundo estratégico".

Esse fundo é composto por 5% do total de doses de cada lote e beneficia apenas estados que estão com situação mais crítica da Covid-19. Até então, somente Amazonas e Pará vinham sendo beneficiados.

Pela divisão fixada pela Saúde, o Amazonas ficará com 70% das doses do fundo estratégico; o Pará, com 20%; e o Acre com 10%. Os três também entram na divisão do restante das vacinas junto aos demais estados.

No total, o Amazonas receberá 42 mil doses; o Pará, 37,2 mil; e o Acre, 8,4 mil. O estado que mais receberá vacinas, porém, será São Paulo (278.600), seguido por Minas Gerais (137.400) e Rio de Janeiro (118.800).

O Acre foi incluído como um dos beneficiários do fundo estratégico em razão das enchentes, de um novo surto de dengue e da crise imigratória, com imigrantes impedidos de entrar no Peru que estão acampados na fronteira.

O Ministério da Saúde informou à CNN na noite desta terça-feira que as 8,4 mil doses que o Acre terá direito devem ser levadas pelo próprio ministro da Saúde. De acordo com a pasta, o general Eduardo Pazuello fará parte da comitiva que acompanhará o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao estado nesta quarta-feira (24) .