Coppolla: Covid-19 foi devastadora, mas incertezas sobre pandemia diminuíram

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (25), falou sobre o Brasil ter ultrapassado a marca de 250 mil mortes causadas pelo novo coronavírus

Da CNN, em São Paulo
25 de fevereiro de 2021 às 15:30

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (25), o comentarista Caio Coppolla falou sobre o Brasil ter ultrapassado a marca de 250 mil mortes causadas pelo novo coronavírus e avaliou o cenário da pandemia no país.

“Muitas vezes a grande mídia leva o espectador a acreditar que o Brasil é um fracasso em seu esforço nacional de vacinação e isso não procede. Considerados os erros e acertos, o fato é que o Brasil é hoje o sexto país que mais aplicou doses no mundo. Segundo o consórcio de veículos de imprensa, foram 7.764.469 inoculações ao longo de 44 dias de campanha, uma média de 176.465 vacinas por dia' afirmou.

"Longe do ideal, mas suficiente para colocar o Brasil como um dos líderes mundiais da vacinação contra a Covid-19. O espectador, às vezes, é levado a crer que a falta de vacinas é um problema nacional, quando, na verdade, este é um problema mundial, e não à toa, em termos absolutos, o Brasil vacinou mais que todos os países europeus e americanos, à exceção dos Estados Unidos e do Reino Unido, que detém a tecnologia da vacina”, disse Coppolla.

“A Covid-19 foi devastadora para a humanidade e para o Brasil, mas hoje as incertezas sobre a pandemia diminuíram: nós sabemos que a letalidade da doença é mais baixa do que o antecipado; nós sabemos que medidas radicais de isolamento social são pouco efetivas para nossa realidade e têm efeitos colaterais perigosos; nós sabemos que os administradores locais receberam verbas e condições jurídicas especiais para prestar serviços de saúde à população e que só a incompetência, a negligência e a corrupção explicam falhas nesse atendimento. E nós sabemos que, apesar do atropelo do processo científico regular, as vacinas funcionam e o Brasil é um dos líderes mundiais nesse esforço.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Rita Lisauskas e Caio Coppolla. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

 

O comentarista Caio Coppolla no quadro Liberdade de Opinião
O comentarista Caio Coppolla no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN (25.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN Brasil ou seus funcionários.