Com fila para leitos de UTI, SC vai transferir 16 pacientes com Covid-19 ao ES

Santa Catarina bateu recorde de ocupação de leitos de UTI nesta segunda-feira (1), com taxa acima de 99%

André Catto, da CNN, em São Paulo
01 de março de 2021 às 22:31 | Atualizado 02 de março de 2021 às 07:16

Com mais de 200 pessoas à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Santa Catarina, o governo catarinense precisou recorrer a outro estado para tratar pacientes com Covid-19. Nesta terça-feira (2), 16 pessoas serão transferidas para o Espírito Santo.

A informação foi confirmada nesta segunda-feira (1º) pela Secretaria de Saúde de Santa Catarina e pelo governo do Espírito Santo. A transferência foi organizada após conversas entre os estados no Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

A ação irá priorizar pacientes que estão internados no Hospital Regional do Oeste (HRO) com indicação para transferência para UTI. A região tem a situação mais preocupante no estado, com 136 pessoas na fila de espera.

Segundo o governo catarinense, o transporte será feito de Chapecó, nesta terça. Neste momento, a Superintendência de Regulação avalia as condições clínicas dos pacientes para formalizar as transferências.

Os pacientes serão internados no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município de Serra. De acordo com o governo do Espírito Santo, a unidade já recebeu 30 pacientes de Rondônia e 36 do Amazonas, em meio ao colapso do sistema de saúde dos estados.

Santa Catarina bateu recorde de ocupação de leitos de UTI nesta segunda-feira (1), com taxa acima de 99%. De acordo com o boletim mais atual, 222 pessoas esperam por uma vaga em todo o estado. 

Em janeiro, Santa Catarina recebeu 11 pacientes transferidos de Manaus para tratamento de Covid-19, quando o Amazonas enfrentou colapso no sistema de saúde com falta de leitos e oxigênio.