Cidades do ABC apresentam intenção de comprar 2 milhões de vacinas de Oxford

Prefeito de Santo André e presidente do Consórcio ABC, Paulo Serra (PSDB), afirmou que a estratégia das prefeituras para vencer o vírus é o trabalho em conjunto

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo
26 de março de 2021 às 19:28
Frasco com vacina de Oxford/AstraZeneca
Frasco com vacina de Oxford/AstraZeneca
Foto: Benoit Tessier/Reuters (5.mar.2021)

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC apresentou a intenção de comprar dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela empresa farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.

A medida é um movimento das prefeituras das sete cidades que formam o grande ABC, região da Grande São Paulo, para viabilizar a aquisição de mais imunizantes para a população.

Desde fevereiro, a entidade regional realiza reuniões com laboratórios e protocola a intenção de compra de vacinas.

Prefeito de Santo André e presidente do Consórcio ABC, Paulo Serra (PSDB), afirmou que a estratégia das prefeituras para vencer o novo coronavírus é o trabalho em conjunto.

“A vacina é a solução definitiva contra o novo coronavírus, por isso, seguimos nos reunindo com os laboratórios. Não estamos poupando esforços para a aquisição de mais imunizantes para podermos vacinar o quanto antes a nossa gente”, disse Paulo Serra.

De acordo com o Vacinômetro do Estado de São Paulo, a região do ABC, que é formada pelas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, já aplicou 324.807 doses da vacina contra a Covid-19.