Diretor da Anvisa diz que há insumos do kit intubação 'para os próximos 15 dias'

Apesar da alta na demanda, diretor da agência acredita que não haverá problema no abastecimento nos próximos meses

Produzido por Renata Agostini e Rudá Moreira, da CNN, em Brasília
25 de março de 2021 às 21:47

O risco de faltar medicamentos para o kit intubação a curtíssimo prazo está descartado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que confirmou, nesta quinta-feira (25), a previsão do Ministério da Saúde de que há estoque garantido para os próximos 15 dias. O diretor da agência Romison Rodrigues Mota contou detalhes da negociação à CNN.

"Na sexta-feira (19) foi publicada uma série de normativas que permitiu flexibilizar requisitos de importação, distribuição, produção e liberação de sete dias de lotes da produção da indústria nacional. São mais de 2,8 milhões de unidades desses medicamentos. A informação do Ministério da Saúde é que temos suprimentos suficientes para os próximos 15 dias", disse.

Mota avalia que houve um "aumento inesperado da demanda nos últimos tempos", mas que a indústria nacional conseguiu atendê-la a tempo. "Acredito que não teremos problema de abastecimento nos próximos meses", afirmou o diretor da Anvisa.

Romison Rodrigues Mota, diretor da Anvisa (25.mar.2021)
Foto: Reprodução/CNN