Após zerar os números, Araraquara volta a registrar mortes por Covid-19

Taxa de ocupação de leitos de UTI é superior a 94% e prefeitura vai implementar barreiras sanitárias para impedir visitantes infectados

João Carlos Borda Da CNN, em São Paulo
28 de março de 2021 às 09:10

 

Depois de um dia sem mortes por Covid-19, Araraquara voltou a registrar novas vítimas. De acordo com dados oficiais, seis pessoas morreram de sexta-feira (26) para sábado (27).

Na quinta-feira (25), a cidade do interior de São Paulo havia registrado seu primeiro dia sem nenhum registro de morte após o lockdown de 10 dias que teve início em 21 de fevereiro. No entanto, seis novas vítimas registradas voltam a preocupar a população de 238 mil habitantes.

Atualmente, estão internadas nos hospitais públicos e privados da cidade 194 pessoas. Com a adoção do lockdown, o número de cidadãos de Araraquara internados nos hospitais da cidade caiu: metade são de cidadãos locais e a outra parte são de pessoas de fora.

Pacientes aguardam atendimento na UPA da Vila Xavier em Araraquara
Pacientes aguardam atendimento na UPA da Vila Xavier em Araraquara, interior de São Paulo
Foto: Igor do Vale/Estadão Conteúdo

A cidade tem 287 leitos de Unidade de Terapia Intensiva disponíveis, sendo que 272 estão ocupados, chegando a uma lotação de 94,77%. E 203 pessoas estão dependendo de respiradores para o tratamento. Na enfermaria, a taxa de ocupação é de 83%.

Novas medidas

A prefeitura da cidade anunciou que vai colocar barreiras sanitárias, a partir de quarta-feira, dia 31 de março, na tentativa de impedir que visitantes cheguem à cidade infectados.

Além disso, um decreto municipal em vigor prevê multas de R$ 6 mil a R$ 60 mil a quem insistir em desobedecer medidas restritivas contra a Covid-19.