O que você precisa saber sobre a pandemia de Covid-19 nesta terça-feira

As notícias mais importantes sobre Covid-19 do dia 6 de abril

da CNN, em São Paulo
06 de abril de 2021 às 21:00
Coveiro com traje de proteção no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo
Coveiro com traje de proteção no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, durante pandemia da Covid-19
Foto: Vincent Bosson/Fotoarena/Estadão Conteúdo (6.abr.2021)

O novo recorde batido pelo Brasil nesta terça-feira (6), com o registro de mais de 4.195 mortes por Covid-19, foi a principal notícia do dia. Veja quais foram os outros destaques a sobre a pandemia:

Bolsonaro diz que vacina Sputnik V poderá ser fabricada no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou à CNN, nesta terça-feira (6), que uma equipe do governo brasileiro deve visitar a fábrica da vacina Sputnik V, na Rússia, em breve. Jair Bolsonaro também afirmou a possibilidade de o Brasil fabricar a vacina russa diretamente. “Há uma grande possibilidade de o Brasil fabricar a Sputnik V. O Brasil avançou na negociação, sem intermediário. A negociação é entre o governo brasileiro e o governo russo”, destacou.

Pesquisadores da Fiocruz defende lockdown nacional

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmara que apenas um lockdown nacional, com duração mínima de duas semanas, é capaz de conter o avanço da Covid-19 no Brasil. Os especialistas ouvidos pela CNN nesta terça-feira (6) reiteraram que só medidas rígidas podem evitar que o mês de abril seja “ainda pior” que março, o mês mais fatal da pandemia até o momento, com 66.868 óbitos registrados. 

Rio de Janeiro irá priorizar pessoas com Síndrome de Down e Autismo na vacinação contra a Covid-19

O secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Alberto Chaves, informou à CNN que vai começar a vacinar os portadores com Síndrome de Down, as pessoas com autismo e com paralisia cerebral. A ideia é preparar um escalonamento e acrescentar portadores de outras doenças para a rápida imunização. “É preciso toda uma estrutura para que a imunização a esse grupo aconteça em breve. Esse grupo não pode ser esquecido”, enfatizou.

 

São Paulo tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas

O Estado de São Paulo registrou nesta terça-feira (6) 1.389 óbitos por Covid-19 nas últimas 24h. número é o maior desde o início da pandemia e contém dados acumulados desde o feriado da última sexta-feira (2). Foram 22.794 casos da doença registrados dentro do mesmo período. Desde o início da pandemia são 78.554 mortes e 2.554.841 casos em todo o estado.

São Paulo tem queda de internação por Covid-19

São Paulo apresentou queda de quase 5% nas internações por Covid-19. No momento, o estado tem 29.510 pessoas internadas pela doença. O recuo de 4,9%, apesar de pequeno, é celebrado pelo governo paulista. No dia 2 de abril, São Paulo tinha 30.976 internações por Covid-19. A demanda, no entanto, segue alta na rede pública do estado. Ao menos 25 hospitais públicos de São Paulo têm 100% dos leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) ocupados.

Governo do Amazonas projeta terceira onda da Covid-19 para maio

O governo do Amazonas prevê uma terceira onda de contaminação pela Covid-19 no estado em maio. De acordo com a avaliação do Executivo estadual, o ritmo da vacinação ainda é lento e a imunização será incapaz de segurar uma piora nos índices da doença que já infectou pelo menos 300 mil pessoas e matou mais de 12 mil no estado.