Pandemia impactou vida pessoal e profissional de 96% dos médicos brasileiros

Pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Medicina ouviu 1.600 médicos de todo o país

Renan Fiuza, da CNN, em São Paulo
07 de abril de 2021 às 11:25

Para mais de 90% dos médicos brasileiros, a pandemia causou impactos diretos na vida pessoal ou profissional. Estresse e pânico foram os principais fatores que contribuíram para o desgaste, segundo uma pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Medicina, que ouviu 1.600 médicos de todo o país.

Questionados se a pandemia do novo coronavírus teve algum impacto na rotina desses profissionais, 96% afirmaram positivamente — 23% dos entrevistados disse que houve elevação no estresse, picos de ansiedade, síndrome do pânico e insônia. Na pesquisa, 15% dos médicos também relataram sintomas de sensação de medo e pânico do desconhecido. 

O levantamento também constatou que 15% dos profissionais precisaram buscar capacitação e qualificação para aperfeiçoar o tratamento dos pacientes com Covid-19. Para 13% dos médicos, a pandemia reforçou compromisso com a medicina e a saúde da população. Entre os desafios do futuro da profissão, 15% responderam que médicos e profissionais da saúde devem ser mais valorizados.

Atendimento médico em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes de Covid
Atendimento médico em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes de Covid-19
Foto: Mister Shadow/Estadão Conteúdo