Idosa de 92 anos recebe alta depois de 7 dias internada na UTI por Covid-19

Dona Maria Lima da Silva já teve 60% do pulmão comprometido pela doença causada pelo novo coronavírus

Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo
16 de abril de 2021 às 22:29 | Atualizado 16 de abril de 2021 às 22:31
A idosa teve 60% do pulmão comprometido pela Covid-19
A idosa teve 60% do pulmão comprometido pela Covid-19
Foto: Arthur Castro/Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas

Uma senhora de 92 anos recebeu alta do hospital onde ficou internada em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por sete dias em decorrência da Covid-19. O caso aconteceu nesta sexta-feira (16) em Manaus, no estado do Amazonas. Maria Lima da Silva chegou a ter 60% do pulmão comprometido pela doença, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde. 

"Ganhei uma grande vitória. Graças a Deus, fiquei boa, mas também não vou facilitar", disse Dona Maria. 

Após o diagnóstico de Covid-19, a idosa começou a ser acompanhada por um infectologista ainda em casa, mas precisou ser internada. No Hospital 28 de Agosto, da capital amazonense, Dona Maria ficou em uma UTI e recebeu tratamento com oxigênio, mas não precisou ser intubada. 

Além da idade avançada, o que a coloca no grupo de risco para a Covid-19, Dona Maria já passou pro procedimento para implante de ponte de safena. 

"Foi doloroso para a gente. Passamos por uma situação difícil, mas não desisti e não vou desistir da minha mãe. Para mim, depois de Deus, é ela. Sempre vou cuidar da minha mãezinha com muito amor", afirmou Lene Bastos, filha de Dona Maria. 

Idosa de 92 anos venceu a Covid-19 após ficar sete dias internada
Idosa de 92 anos venceu a Covid-19 após ficar sete dias internada
Idosa de 92 anos venceu a Covid-19 após ficar sete dias internadaCrédito: Arthur Castro/Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas
  • Idosa de 92 anos venceu a Covid-19 após ficar sete dias internada
  • Dona Maria Lima da Silva já passou tem de ponte de safena
  • A idosa teve 60% do pulmão comprometido pela Covid-19