São Paulo vacina profissionais de saúde a partir de 47 anos nesta segunda-feira

40 mil pessoas devem receber doses dos imunizantes disponíveis na nova etapa da campanha de vacinação na capital paulista

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
19 de abril de 2021 às 07:12 | Atualizado 19 de abril de 2021 às 07:16
Jovens com comorbidade começam a ser vacinados em Manaus (AM)
Campanha de vacinação
Foto: Reprodução / CNN

 A cidade de São Paulo inicia nesta segunda-feira (19) a vacinação do grupo prioritário formado por profissionais da área de saúde com 47, 48 e 49 anos. A gestão municipal estima vacinar cerca de 40 mil pessoas nesta nova etapa da campanha de imunização na capital. 

São considerados profissionais de saúde todos aqueles que trabalham em empresas de assistência e vigilância à saúde, como hospitais, clínicas, ambulatórios, dentre outros.

O grupo abrange médicos veterinários, farmacêuticos, professores de educação física, psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas, biólogos, terapeutas ocupacionais, além de profissionais de medicina, enfermagem, técnicos e assistentes em áreas correlatas às profissões listadas, biomédicos e técnicos de laboratórios que lidam com manuseio de teste RT-PCR da Covid-19.

 Os trabalhadores poderão ser imunizados nas 468 unidades básicas de saúde (UBS) da cidade, ou em qualquer ponto de vacinação instalado em drive-thrus, clínicas e hospitais. A campanha ainda permite que pessoas de grupos prioritários convocados anteriormente possam receber as doses para iniciar ou completar o esquema vacinal.

A Secretaria Municipal de Saúde recomenda que os profissionais procurem os pontos de vacinação de forma gradual para evitar aglomeração durante a aplicação.

Além disso, os interessados em receber as vacinas devem realizar o pré-cadastro no site Vacina Já, com o intuito de agilizar o atendimento. Os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19 estão mantidos, mesmo para pessoas que receberam uma ou duas doses,

(Com informações da Agência Brasil)