Brasil tem 1.139 mortes e 28.636 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 h

País soma 391.936 mortes e 14.369.423 contaminações pelo novo coronavírus desde o início da pandemia

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo
26 de abril de 2021 às 17:58 | Atualizado 27 de abril de 2021 às 00:57

O país registrou 1.139 mortes e 28.636 novas contaminações por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados emitidos pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta segunda-feira (26).

Com a atualização, o total de mortes causadas pela doença no Brasil chega a 391.936 e o número de casos ultrapassa os 14 milhões.

Dentre os estados mais afetados no país, São Paulo lidera com mais de 2 milhões de infectados e mais de 92 mil mortes causadas pela doença. Em seguida, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia aparecem, respectivamente, como os estados com maior número de casos e mortes pelo novo coronavírus.

Enterro de vítima da Covid-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo
Foto: Carla Carniel/Reuters (17.mar.2021)

 

Abril de 2021 é o mês mais letal da pandemia

Mesmo antes de terminar, o mês de abril deste ano já contabiliza mais mortes por Covid-19 no Brasil do que qualquer outro desde o início da pandemia, segundo dados do Ministério da Saúde compilados pela CNN.

Desde o primeiro dia do mês até o dia 25, foram registradas 69.282 vítimas no país.Até então, março de 2021 era o mês mais letal, com 66.573 mortes.

Vacinação no Brasil

O Brasil não será capaz de vacinar toda a população contra a Covid-19 ainda no ano de 2021. Esta é a avaliação da epidemiologista e ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI), Carla Domingues, em entrevista à CNN Rádio nesta segunda-feira (26). 

“É impossível, por essa quantidade de vacina e pelo ritmo que estamos”, disse Carla Domingues. Ela explicou que são 150 milhões de brasileiros acima de 18 anos que precisariam de duas doses, ou seja, 300 milhões de doses precisariam estar disponíveis.