RJ recebe 46,8 mil doses da vacina Pfizer e já começa aplicações nesta terça (4)

Apesar da quantidade, considerada pequena, é um teste para Estado e município, já que a vacina precisa de refrigeração especial

Everton Souza, da CNN no Rio de Janeiro
03 de maio de 2021 às 22:14 | Atualizado 04 de maio de 2021 às 00:40

 

As primeiras vacinas da Pfizer chegaram nesta segunda-feira (3) ao Rio de Janeiro pelo aeroporto internacional do Galeão, por volta das 19h. O vôo da Latan vindo de Guarulhos (SP) desembarcou no terminal de cargas com 46,8 mil doses da vacina. O número faz parte de um total de 1 milhão de doses recebidas na última sexta feira (30) para serem distribuídas apenas para as capitais do país.

O lote destinado a capital fluminense foi levado durante a noite para a central de logística da secretaria municipal de Saúde do Rio de Janeiro em Curicica, na zona oeste, com escolta da Polícia Federal. Nesta terça feira as doses serão encaminhadas para as unidades de saúde para dar continuidade a campanha de vacinação. 

O Secretário Estadual da Saúde, Carlos Alberto Chaves, esteve no aeroporto para receber as doses. "Apesar de poucas doses, sou um otimista, é um avanço na vacinação" disse. 

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, informou à CNN que todos os mais de 200 pontos de vacinação vão receber as doses. "Essas vacinas da Pfizer podem durar até 5 dias nas unidades de saúde em uma temperatura entre 2 e 8 graus, por isso não tem necessidade dos postos terem freezers especiais" afirma Soranz.

As vacinas, segundo o secretário, armazenadas a uma temperatura entre -15 e -25 graus serão descongeladas pela manhã e distribuídas no começo da tarde. Como a capacidade de vacinação na capital fluminense está em torno de 40 mil aplicações por dia, esse lote da Pfizer deve durar, no máximo, até esta quarta-feira (5).

Vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech
Vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech
Foto: Charles Platiau/Reuters (30.dez.2020)