Pesquisadores estudam tratamentos contra sequelas da Covid-19

Um estudo feito no Reino Unido mostrou que 7 em cada 10 hospitalizados por causa da Covid-19 não se recuperam totalmente

Bruna Macedo, da CNN, em São Paulo
14 de maio de 2021 às 18:37 | Atualizado 14 de maio de 2021 às 18:38

Mais de 13 milhões de brasileiros se curaram da Covid-19, mas nem todos estes estão completamente livres da doença. As sequelas atingem sete em cada dez pessoas que foram internadas e monitoradas por pesquisadores do Reino Unido.

Aqui no Brasil, serviços de saúde investem em tratamentos para que os pacientes recuperem a qualidade de vida e se livrem dos sintomas pós-Covid.

Entre as sequelas mais comuns observadas estão as motoras, as respiratórias e as neurológicas. 

Por conta desses sintomas, redes privadas e públicas de saúde têm buscado novas técnicas para tratar desses pacientes não só dentro, mas também fora do ambiente hospitalar.

Para pacientes que têm uma melhora clínica, mas com oxigenação em níveis não aceitáveis, o hospital opta por enviar para casa para evitar risco de contaminação. Para não interromper o tratamento, o paciente leva para sua casa um concentrador, um cilindro pequeno que pode se locomover para evitar que a respiração mecânica seja interrompida.

Paciente com coronavírus recebe oxigênio em tratamento
Foto: Bruno Kelly/Reuters