Fiocruz: produção acelerada fez matéria prima de vacina acabar antes do previsto

Fiocruz aumentou produção para 1,1 milhão de doses de vacina por dia; novas remessas de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) chegam na semana que vem

Elis Barreto*, da CNN, no Rio de Janeiro
15 de maio de 2021 às 13:45 | Atualizado 15 de maio de 2021 às 15:04
Fiocruz deve produzir 100,4 milhões de doses da vacina de Oxford até julho
Fiocruz deve produzir 100,4 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca até julho
Foto: Tânia Rêgo - 27.jan.2021/Agência Brasil

 

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ampliou para 1 milhão de doses diárias a capacidade de produção no Centro Tecnológico de Vacinas – CTV de Bio-Manguinhos. Em março, quando começou a produção da vacina da AstraZeneca em larga escala, a capacidade era de 300 mil doses diárias.

De acordo com a Fiocruz, devido a essa aceleração, o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) disponível deve acabar antes do previsto, em meados da próxima semana, o que pode gerar uma pausa na produção. Entretanto, já nos próximos sábados (22 e 29 de maio), novas remessas de IFA chegarão da China.

 

A Fiocruz afirmou, ainda, que o IFA já disponível em Bio-Manguinhos garante a entrega de vacinas até a primeira semana de junho. Com as novas remessas que chegarão nos dias 22 e 29 de maio, as entregas das três primeiras semanas de junho também estarão asseguradas.

*Sob supervisão de Ana Lícia Soares