Brincar ajuda crianças a superarem restrições da pandemia de Covid-19

Contato com os colegas e a aprendizagem presencial fazem falta durante o isolamento social

Alisson Negrini, da CNN em São Paulo
28 de maio de 2021 às 10:50

Embora os efeitos do isolamento social da pandemia de Covid-19 no desenvolvimento das crianças ainda sejam desconhecidos, a solução para superá-los pode estar nas mais simples brincadeiras — já que a rotina mudou.

Essa não é a única preocupação quanto ao desenvolvimento das crianças. O contato com os colegas e a aprendizagem presencial também fizeram falta. Mas Patrícia Camargo, especialista em desenvolvimento infantil, diz que é possível recuperar o tempo perdido.

"Voltar para a escola é muito importante para que essa rotina se estabeleça, para que ela se sinta segura para continuar se desenvolvendo. Quando a pandemia e o isolamento acabarem, a tendência é que a criança retome o desenvolvimento de onde ela parou."

Seja na escola ou em casa, o simples fato de brincar pode ajudar a recuperar parte dos estímulos perdidos durante o isolamento. A semana mundial do brincar, celebrada no mês de maio, é uma boa desculpa para relembrar brincadeiras antigas com os filhos. O movimento da ‘Aliança pela Infância’ quer manter o lúdico em ação e garantir momentos felizes no simples fato de brincar.