ES interdita hotel e testa 89 pessoas após confirmação de coronavírus em indiano

Amostras do Espírito Santo e também do Paraná foram enviadas para Fiocruz

Pedro Duran e Giulia Alecrim, CNN, Rio de Janeiro
28 de maio de 2021 às 22:53 | Atualizado 29 de maio de 2021 às 19:19

Após um indiano hospedado em um hotel no Espírito Santo testar positivo para a Covid-19, o governo do estado confirmou à CNN que enviou amostras de exames RT-PCR do novo coronavírus para a Fiocruz para tentar identificar a presença da variante originária da Índia.

O governo espera a resposta até a próxima quarta-feira (2).“O Estado solicitou prioridade à Fiocruz e esperamos que no prazo de cinco dias possam nos dar a resposta”, informou Luiz Carlos Reblin, subsecretário de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde.

A confirmação da infecção pelo coronavírus no indiano fez com que o hotel que ele estava na cidade de Vitória fosse interditado. Ao todo, 57 hóspedes - incluindo 5 crianças - foram testados para o coronavírus, além de 37 servidores do hotel, totalizando 89 pessoas. Um evento que o hotel receberia também foi cancelado.

Monitoramento de variantes (21 de maio de 2021)
Foto: Reprodução / CNN

 

O governo do Paraná também confirmou à CNN que mandou amostras de exames RT-PCR para a Fiocruz, após um homem de 38 anos testar positivo para Covid-19. A amostra dele também está aguardando sequênciamento genômico.

A Fiocruz informou à CNN que ainda não recebeu as amostras enviadas pelos dois estados, mas que assim que for comunicada vai trabalhar para rastrear a mutação, como em outros casos.

Aos pesquisadores que trabalham nessa área na Fundação Oswaldo Cruz ainda caberá analisar amostras que outros institutos também avaliaram. É o caso do exame realizado com o homem de 32 anos, morador de Campos dos Goytacazes, que teve confirmação positiva pelo Instituto Adolfo Lutz.