Vacinação para grupos prioritários termina neste sábado no Rio

A partir de segunda-feira (31), o calendário volta a ser dividido por idade

Mylena Guedes, da CNN Brasil, no Rio*
29 de maio de 2021 às 11:59 | Atualizado 29 de maio de 2021 às 19:01

Este sábado (29) é o último dia de vacinação contra a Covid-19 para os grupos prioritários no Rio de Janeiro. Segundo o calendário da prefeitura, pessoas entre 18 e 24 anos com algum tipo de comorbidade, como estabelece o Plano Nacional de Imunizações, podem receber as doses.

Também serão atendidos nos 270 postos de saúde espalhados pelo município pessoas com Síndrome de Down e doença renal crônica, além dos profissionais da saúde e guardas municipais envolvidos no combate à doença.

A partir de segunda-feira (31), o calendário volta a ser dividido por idade, tendo início com as mulheres de 59 anos. A previsão é finalizar o mês de junho com todos os cariocas a partir dos 51 anos vacinados com a primeira dose. 

Vacinação contra Covid-19 na quadra do Cacique de Ramos, no Rio de Janeiro
Foto: Alexandre Silva/Fotoarena/Estadão Conteúdo (9.abr.2021)

 

Ao mesmo tempo, a capital dará continuidade à imunização dos trabalhadores da educação das redes pública e privada, de 45 anos de idade. No posto, os profissionais devem apresentar um contracheque ou declaração das instituições educacionais da cidade. 

Na nova etapa, gestantes e puérperas com comorbidades acima de 18 anos poderão se vacinar na parte da tarde de terça (1º) e na quarta (2). Por orientação do Ministério da Saúde, serão aplicadas apenas as vacinas Pfizer e CoronaVac, de acordo com a disponibilidade.

Na última quarta-feira (26), o governo do estado do Rio divulgou a primeira edição do calendário unificado de imunização contra a Covid-19. O cronograma foi publicado no Diário Oficial por meio de uma deliberação conjunta com o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde, Rodrigo Alves Torres Oliveira. A expectativa é que toda população maior de 18 anos esteja vacinada com a primeira dose até outubro

O calendário unificado prevê a imunização das pessoas entre 55 e 59 anos em junho, mas a capital manterá as datas próprias, com um ritmo mais acelerado.

A última atualização do vacinômetro do município mostra que 2.126.741 pessoas receberam a primeira dose, o que equivale a 31,5% da população carioca. Já em relação à segunda dose, 950.520 pessoas foram imunizadas contra o vírus. Enquanto isso, no estado do Rio, 3.379.285 pessoas receberam a primeira dose e 1.583.055 foram imunizadas com a 2° dose. 

*Sob supervisão de Pauline Almeida