Soberana 2: Com três doses, vacina cubana é 91,2% eficaz

Cuba optou por não importar vacinas estrangeiras, mas sim por desenvolvê-las por conta própria

Tamires Vitorio, da CNN, em São Paulo*
08 de julho de 2021 às 21:51 | Atualizado 08 de julho de 2021 às 21:51
Teste em massa de vacina em Cuba
Teste em massa de vacina em Cuba (10 abril 2021)
Foto: Reprodução / CNN

A segunda vacina cubana contra a Covid-19 é 91,2% eficaz contra casos da doença, segundo a empresa BioCubaFarma, em dados divulgados nesta quinta-feira (8). A Soberana 2, que será aplicada em duas doses mais um reforço, chamado de Soberana Plus, está em "testes avançados" de eficácia. 

Cuba optou por não importar vacinas estrangeiras, mas sim por desenvolvê-las por conta própria. Os especialistas dizem que é uma aposta arriscada, mas se der certo, Cuba pode polir sua reputação científica, gerar divisas com as exportações e fortalecer a campanha de vacinação em todo o mundo.

"Sabemos que nosso governo não tem sido capaz de fornecer a este projeto todos os fundos necessários e, no entanto, isso é resultado de uma posição global", disse o presidente Miguel Diaz-Canel na apresentação dos resultados na televisão estatal no mês passado. 

A Sobera 2 está sendo criada com base no antígeno e em uma molécula transportadora para o desenvolvimento da imunidade no organismo humano. 

No mês passado, o país divulgou que sua vacina Abdala, também contra o coronavírus, tem 92,28% de eficácia. 

*Com informações da Reuters