Ainda não é o momento para viajar ao exterior sem motivo, alerta médica

Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabella Ballalai, avalia que o risco de trazer novas variantes para o país deve ser evitado

Produzido por Layane Serrano, da CNN, em São Paulo
19 de julho de 2021 às 12:28

Por causa do risco de propagação de novas variantes da Covid-19, brasileiros ainda devem esperar para viajar ao exterior, avalia a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabella Ballalai.

Em entrevista à CNN, a médica falou sobre a liberação para a entrada de brasileiros na França, desde que apresentem comprovante de vacinação por imunizantes reconhecidos pela Agência Europeia de Medicamentos. Dos quatro imunizantes aplicados no Brasil, apenas a Coronavac segue em análise pela agência europeia. 

"Ainda não é o momento para viajar sem motivo, porque estamos numa fase de variantes em circulação aumentando. A ideia é que cada país fique com sua variante, e a gente não aumente a circulação delas pelo mundo", afirma.

"Temos que trabalhar muito pela flexibilização responsável aqui entre nós antes de corrermos o risco de trazer novas variantes para o país", conclui.

Sobre a liberação da Coronavac na Europa, a especialista destacou que o continente tem um cenário muito diferente das Américas, já que conta com diversos imunizantes contra a Covid-19 que suprem sua necessidade.

"Por causa do turismo, que é muito importante para esses países, eles vão dar mais atenção a isso, e espera-se que a Coronavac esteja autorizada em qualquer país da Europa - o que não quer dizer que ela passará a ser utilizada por lá", explica Isabella.

Avião decola do aeroporto de Heathrow, em Londres; governo pode rever restrições a viajantes vacinados
Foto: Toby Melville - 4.fev.2021/Reuters