Espanha vai doar 7,5 mi de vacinas contra Covid para América Latina, diz premiê

Doação de imunizantes será realizada por meio do consórcio Covax

Abraham Gonzalez, da Reuters
22 de julho de 2021 às 20:09 | Atualizado 22 de julho de 2021 às 20:15
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez
Foto: Pool Moncloa/Borja Puig de la Bellacasa

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, disse que o país começará nesta semana a doar 7,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, principalmente para países da América Latina.

Ao conceder uma entrevista de Los Angeles para a CNN em Espanhol, Sánchez afirmou que as vacinas serão distribuídas por meio do programa de compartilhamento Covax durante o restante do ano.

Ele disse ainda que seu governo pediu à Cuba que lance reformas para ajudar sua população.

Até o início de julho, cerca de 89% dos espanhóis de mais de 40 anos já haviam recebido ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19, mas só 14% dos jovens de 20 a 29 anos.

"Neste momento, estamos em uma situação delicada em termos de transmissão, mas ao menos agora isto não está sendo refletido em termos de casos graves", disse o coordenador de emergências de saúde, Fernando Simon, em uma coletiva de imprensa em 5 de julho.