Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    São Paulo inicia pré-cadastro de vacinação contra Covid para crianças de 5 a 11 anos

    Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, governo paulista divulgou novas medidas de combate ao coronavírus

    Anna Gabriel Costada CNN

    em São Paulo

    O governo de São Paulo divulgou nesta quarta-feira (12) novas medidas de combate à disseminação do novo coronavírus no estado. Dentre os anúncios, o governador João Doria afirmou que os pais já podem incluir as crianças de 5 a 11 anos no pré-cadastro para vacinação contra a Covid-19.

    O cadastro prévio pode ser realizado pelos pais e responsáveis por meio da plataforma Vacina Já, do governo estadual. A estimativa é de que 4,3 milhões de crianças comecem a ser vacinadas assim que as doses forem liberadas pelo Ministério da Saúde.

    Segundo o governo, o pré-cadastro é opcional e não é um agendamento, mas agiliza o atendimento nos locais de imunização, evitando filas e aglomerações. Para cadastrar os filhos, os pais ou responsáveis devem acessar o link, clicar no botão “Crianças até 11 anos” e preencher o formulário online.

    “São Paulo está pronto para iniciar a vacinação da forma mais efetiva possível, nossa capacidade de vacinação é de 250 mil crianças por dia, quanto mais rápido vacinarmos as crianças de São Paulo, mais protegidas elas estarão”, disse o governador.

    A coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, afirmou que o estado está pronto desde o dia 16 de dezembro para iniciar vacinação de crianças.

    “Vamos seguir o preconizado pelo Ministério da Saúde para vacinação de crianças de 5 a 11 anos. Dentre as prioridades: comorbidades, deficiências, indígenas e quilombolas”, explicou a coordenadora.

    O coordenador executivo do Centro de Contingência Contra a Covid-19 de São Paulo, João Gabbardo, falou sobre a alta de casos de Covid-19 no estado, e destacou a relevância dos grupos ainda não imunizados na contabilização.

    Segundo Gabbardo, houve o aumento de 58% no número de pessoas internadas nos leitos de UTI nas últimas semanas, e o acréscimo de 99% no número de pacientes nas enfermarias.

    “Estamos enfrentando uma pandemia dos não vacinados, dos que não completaram a vacinação e das crianças não vacinadas, esses dois grupos são os responsáveis por esse acréscimo que vislumbramos no número de internações e de casos”, disse Gabbardo.

    Plano de vacinação

    A expectativa do governo de SP é vacinar as 4,3 milhões de crianças com idades entre 5 e 11 anos no período de três semanas. A capacidade da vacinação infantil no estado é de cerca de 250 mil crianças por dia.

    Segundo o governo, há 5,2 mil locais de vacinação disponíveis em todo o estado, número que deverá ser ampliado com postos volantes em escolas da rede estadual.

    “A Secretaria de Estado da Saúde também já adquiriu 9 milhões de seringas e agulhas que serão usadas na vacinação infantil. O Estado também iniciou a distribuição de 4,5 milhões de cartões de vacinação específicos para o público com idade entre 5 e 11 anos”, divulgou o estado em coletiva de imprensa nesta quarta-feira.