Aplicativo que monitora pacientes com Covid-19 chega a 120 cidades de SP


Da CNN
13 de agosto de 2020 às 14:59

O governo de São Paulo anunciou na quarta-feira (12) a expansão do programa de monitoramento integrado dos casos do novo coronavírus para 120 novas cidades do estado. A meta é alcançar os 645 municípios paulistas até setembro. A iniciativa integra triagem, testagem e rastreamento de pontos de contato de casos confirmados e suspeitos da doença. 

Em entrevista à CNN, na tarde desta quinta-feira (13), Patricia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do estado, afirmou que o aplicativo surgiu como uma maneira de padronizar protocolos e tornar o processo de monitoramento mais eficiente. "Com as novas tecnologias, nós vamos padronizar os protocolos e integrar os dados que eram feitos de maneira manual", iniciou.

"Esse modelo que está sendo implementado agora, tem um desenho que colabora para que a gente faça um melhor controle da pandemia. Sabemos que nós conseguimos estabilizar, mas este quadro ainda é elevado. Para que a gente consiga sair disso, é muito importante que a velocidade do espalhamento do vírus reduza mais e rápido", afima. 

Leia também:

Novo estudo sugere que a Covid-19 pode ser transmitida pelo ar

Por que tantos testes de vacina estão acontecendo no Brasil?

Quando teremos uma vacina eficaz contra a Covid-19?

De acordo com a secretária, a média de indivíduo isolado, a partir de cada pessoa que testou positivo para a doença, era cerca de três. A partir da ampliação, a meta é isolar mais de sete. "Já temos 120 municípios que estão aderindo ao modelo a partir de segunda-feira. A partir de agora, a ideia é que este teste seja para todas todas as pessoas que tiveram a exposição a menos de um metro e por mais de 15 minutos nas últimas duas semanas", explicou.

rua de comércio popular em São Paulo durante pandemia de Covid-19

Pessoas com máscaras faciais caminham em rua de comércio popular em São Paulo durante pandemia de Covid-19

Foto: Amanda Perobelli/Reuters (15.jul.2020)

Segundo Patrícia, o estado avançou nos patamares de testagem nos últimos meses. "Nós somos o estado que mais testa, com até 30 mil testes realizados diariamente. É uma referência parecida com a da Alemanha no final de junho e início do julho. No entanto, testar não é o suficiente, pois nós sabemos que muitas pessoas são assintomáticas, como o governador João Doria (PSDB). Por isso o rastreamento é importante, para que a partir de pessoas diagnosticadas, seja possível chegar às pessoas que tiveram contato com o vírus e isolá-las", concluiu. A secretária testou negativo para a doença após o governador Doria ser diagnosticado com Covid-19.

(Edição: Leonardo Lellis)