Meteorito encontrado no Saara é mais antigo que a Terra

Material descoberto em mar de areia no sul da Argélia teria feito parte de um planeta que estava em formação

Washington Luiz, em colaboração para a CNN
11 de março de 2021 às 11:48
Meteorito EC002
Meteorito Erg Chec 002 é originário de um protoplaneta
Foto: Meteorite Encyclopedia

Um meteorito encontrado no deserto do Saara é mais antigo que a Terra, indica um estudo publicado neste mês pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, a rocha teria 4,56 bilhões de anos, sendo pouco mais velha que o nosso planeta, que tem aproximadamente 4,54 bilhões de anos.

Encontrado em maio de 2020, o material foi batizado de Erg Chec 002 (EC 002), em homenagem ao local argelino onde foi descoberto, perto de Bir Ben Takoul, no sul do país, dentro do mar de areia Erg Checheno. A pesquisa sugere que ele se formou a partir de um vulcão e fez parte de um protoplaneta, ou seja, um planeta que estava em formação quando o sistema solar ainda tinha 2 milhões de anos. 

No estudo, o meteorito também é caracterizado com uma aparência granulada, bronzeada e bege, com cristais que são verdes, verde-amarelados e marrom-amarelados. 

O ECC 002 é considerado uma relíquia dos primeiros tempos do sistema solar, uma vez que nenhum asteroide ou meteorito conhecido se parece com ele, o que indica quão rara é a descoberta, e como essas rochas provavelmente não existem mais.

A pesquisa foi liderada por Jean-Alix Barrat, da Université de Bretagne Occidentale, na França. Ele e os demais pesquisadores acreditam que a descoberta vai ajudar a encontrar mais pistas sobre a formação dos planetas no nosso sistema solar.