Formação rochosa 'Arco de Darwin' desaba em Galápagos; veja antes e depois

Estrutura faz parte de Patrimônio Mundial da UNESCO, no Equador

Tamara Hardingham-Gill, da CNN
18 de maio de 2021 às 23:21 | Atualizado 18 de maio de 2021 às 23:26

Uma das formações rochosas mais famosas das Ilhas Galápagos, no Equador, desabou no mar.
O topo do Arco de Darwin, localizado na parte norte do arquipélago, caiu em "conseqüência da erosão natural", segundo o Ministério do Meio Ambiente do Equador.

Imagens da estrutura, que agora consiste em apenas dois pilares, foram publicadas nas redes sociais do ministério nesta segunda-feira (17), com um comunicado confirmando a notícia.

"Foi relatado o colapso do Arco de Darwin, a atraente ponte natural localizada a menos de um quilômetro da área principal da Ilha de Darwin", afirmou o ministério em comunicado.

Batizado em homenagem ao biólogo inglês Charles Darwin, o arco é considerado um dos melhores pontos de mergulho do arquipélago do Oceano Pacífico, que faz parte do Equador e está localizado a centenas de quilômetros na costa do país.

Foto: Divulgação

Ponto icônico

O local, que é Patrimônio Mundial da UNESCO, conhecido por suas muitas espécies endêmicas de animais e plantas, inspirou a teoria da evolução de Darwin.

A empresa de turismo Aggressor Adventures, que organiza viagens em grupo para vários destinos ao redor do mundo, afirmou em uma postagem no Facebook que um de seus grupos de turismo testemunhou a ocorrência do incidente.

"Infelizmente, hoje, nossos convidados do Galapagos Aggressor III experimentaram um evento único na vida", compartilhou a empresa. "Esta manhã, às 11h20, hora local, o mundialmente famoso Arco de Darwin desabou na frente de seus olhos.

"Algumas pessoas envolvidas em mergulho e viagens já se referem ao local como 'Os Pilares da Evolução'. Sentiremos falta deste local icônico.", acrescentou a empresa na nota.

Texto traduzido, leia original em inglês aqui.