Hotel de Banksy coloca máscara contra coronavírus em estátua de macaco


06 de março de 2020 às 10:15
Estátua de chimpanzé com máscara de proteção na entrada do hotel de Banksy

Estátua de chimpanzé com máscara de proteção na entrada do The Walled Off Hotel, na Cisjordânia (05.mar.2020)

Crédito: Mussa Qawasma/Reuters

O hotel do artista britânico Banksy em Belém, na Cisjordânia, colocou uma máscara de proteção na escultura de um macaco recepcionista na entrada do local. A intervenção ocorre em um momento de medo entre moradores e turistas, por causa do avanço do novo coronavírus na região.

A Igreja da Natividade de Belém foi fechada nessa quinta-feira (5) e turistas estrangeiros foram banidos dos hotéis da Cisjordânia, depois que quatro casos suspeitos de COVID-19 foram registrados na cidade.

Os macacos são um tema comum no trabalho de Banksy. No The Walled Off Hotel, localizado perto da barreira de concreto entre Cisjordânia e Israel, há a estátua de um macaco com uma jaqueta e chapéu vermelhos de recepcionista e carregando bagagem na porta principal. Agora, ele também tem uma máscara de proteção no rosto.

No site oficial, o hotel informou aos hóspedes que turistas de "certos países" foram proibidos de entrar em territórios palestinos e em Israel em razão do vírus, e alertou para que verifiquem a lista publicada antes de viajar.