Sagrada Família reabre em Barcelona com homenagem a profissionais da saúde


Gabriel Passeri, da CNN Brasil, em São Paulo
04 de julho de 2020 às 21:10 | Atualizado 04 de julho de 2020 às 22:52
Sagrada Família

Primeiro dia de visitas à Sagrada Família, em Barcelona, neste sábado (4), após 4 meses fechada

Foto: La Sagrada Família/Twitter

A Sagrada Família de Barcelona reabriu neste sábado (4), dando uma oportunidade única aos trabalhadores da linha de frente que terão o marco, geralmente lotado de turistas, para si próprios em reconhecimento aos esforços durante a pandemia de coronavírus. Cerca de 2 mil ingressos foram distribuídos entre membros de faculdades de Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia.

As pessoas tiraram fotos e ouviram guias de áudio após o arcebispo de Barcelona, Juan Jose Omella, levar os representantes dos trabalhadores da saúde à igreja.

Leia também:

Espanha encerra estado de emergência e reabre suas fronteiras

Suíça restringe entrada de turistas vindos do Brasil e outros 28 países

A basílica, projetada pelo arquiteto Antoni Gaudi, permaneceu fechada por quase quatro meses. Nos dias 5, 11 e 12 de julho, no entanto, estará aberta a trabalhadores essenciais, incluindo profissionais da saúde, da segurança pública e de ONGs.

O objetivo é reconhecer e prestar homenagem aos moradores de Barcelona, "especialmente aqueles que estão na linha de frente lutando e trabalhando para impedir o Covid-19", segundo comunicado no site oficial da basílica.

Sagrada Família

Parte interna da Sagrada Família, durante reabertura neste sábado (4) 

Foto: La Sagrada Família/Twitter 

"É a primeira vez que estive e para mim representa um presente, um presente pelo esforço e pelas horas que dedicamos nos últimos meses, por isso estou agradecido", disse Virginia Martinez, médica do hospital da cidade vizinha de Terrassa. "É o reconhecimento do nosso trabalho e o que é melhor do que visitar um monumento como este?"

Em uma segunda fase de reabertura, a igreja receberá moradores de Barcelona gratuitamente, enquanto uma terceira fase permitirá a visita turistas nacionais e internacionais a visitem.

Iniciada em 1882, a Sagrada Família é a sexta atração turística mais visitada do mundo, segundo o TripAdvisor.

A reabertura ocorreu no sábado, quando a Catalunha aplicou um novo bloqueio a mais de 200 mil pessoas após a detecção de novos surtos de coronavírus na região.

Residentes de Segria, que inclui a cidade de Lleida, a cerca de 150 km de Barcelona, não têm permissão para deixar a área.

A Espanha registrou 205.545 casos de coronavírus e 28.385 mortes, segundo dados do Ministério da Saúde, configurando-se como um dos países mais afetados da Europa.