Ilha australiana conquistada em partida de pôquer está à venda por US$ 17 mi


Maggie Hiufu Wong, da CNN
18 de julho de 2020 às 18:34
Ilha Pumpkin, na Grande Barreira de Coral da Austrália

A ilha Pumkin, na Austrália, está no mercado por 17 milhões de dólares e é completamente autônoma; são cinco chalés, dois bangalôs, bar, lounge e até barco personalizado

Foto: Pumpkin Island

Uma ilha particular totalmente equipada no sul da Grande Barreira de Corais Australiana agora está no mercado -- bem a tempo para aqueles que procuram um lugar para aguardar o fim da pandemia da Covid-19.

A Ilha Pumpkin, localizada a 14 km ou 30 minutos de barco da costa do estado de Queensland, vem com praia particular, uma baía cheia de ostras frescas e um resort autônomo com fontes de energia renováveis.

A ilha atualmente pertence a Wayne e Laureth Rumble, por meio de sua empresa Sojourn Retreats.

"Era o lugar ideal para ficar durante o lockdown da pandemia", disse o casal à CNN Travel, por e-mail.

"É isolado, privado e, no entanto, você tem liberdade total para se movimentar, estar ao ar livre... Nossas crianças estavam brincando no playground, na praia, e a vida parecia muito normal até que a gente ligasse o noticiário."

Leia também:

Saiba que destinos internacionais estão reabrindo para turistas

Covid-19 abala setor de turismo e viagens em 2020; veja como será a retomada

A ilha é anunciada no mercado por 25 milhões de dólares australianos, ou US$ 17 milhões, com contrato de locação até 2046, segundo a afiliada da CNN, 9News.

A primeira ilha "mais do que neutra em carbono" da Austrália – que compensa 150% de suas emissões anuais de gases de efeito estufa – e um dos hotéis mais sustentáveis do país, a Ilha Pumpkin tem cinco chalés autônomos que acomodam até 34 pessoas.

Além de usar energia eólica e solar, a ilha tem um sistema de filtragem que transforma água da chuva em água potável.

Outras instalações incluem dois bangalôs à beira-mar (com sala de jogos, biblioteca e lounge), bar e lounge, dois ancoradouros, um heliporto, assim como um barco personalizado para 36 passageiros.

Também é possível realizar, separadamente a locação de ostras, "permitindo hóspedes a coletar ostras nas rochas", diz o anúncio.

Antes de 1961, a ilha era uma fazenda de ostras que pertencia a um homem chamado Snigger Findlay.

"(Um casal chamado) Roger e Merle Mason se apaixonaram pela Ilha Pumpkin, mas Snigger não queria vendê-la. Então, quando Roger desafiou Snigger para uma partida de pôquer, disse que, se ganhasse, Snigger teria que vender a ilha a Roger. Então, Roger ganhou e comprou a ilha por 60 libras", dizem os Rumbles.

Os Rumbles compraram a ilha em 2003 por 1,3 milhão de dólares australianos (US$ 909 mil), depois de ver um artigo de jornal.

A ilha foi alugada por uma cervejaria entre 2012 e 2015 para promover a cerveja Castlemaine XXXX e foi rebatizada de Ilha XXXX durante esse período.

"Seus clientes poderiam ganhar uma viagem com todas as despesas pagas para si e três amigos para a ilha se encontrassem a lata de cerveja dourada em um pacote de seis unidades. Quase como Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate", dizem os Rumbles.

O casal diz que está vendendo a ilha porque gostaria de morar mais perto de sua família, na Nova Zelândia.

"Adoraríamos entregar a ilha para alguém que cuidaria dela tanto quanto nós. É um lugar muito especial e, idealmente, os novos donos encontrariam tanta alegria na beleza e natureza de tirar o fôlego quando nós."

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original, em inglês)