Amante da cena punk, Anthony Bourdain cozinhou para bandas em troca de ingressos

Enquanto ainda estudava, o chef teve momentos difíceis, mas encontrou força quando passou a frequentar locais como o lendário CBGB, no East Village

Karla Chaves e Leandro Dizioli, da CNN, em São Paulo
01 de setembro de 2020 às 05:00 | Atualizado 01 de setembro de 2020 às 09:40

A cena punk nova-iorquina influenciou a vida e a culinária do chef Anthony Bourdain. Enquanto ainda estudava, teve momentos difíceis, mas encontrou força quando passou a frequentar locais como o lendário CBGB, no East Village, em Manhattan, palco do nascimento de bandas que se tornaram clássicos do punk rock, como Johnny Thunders and the Heartbreakers e os Ramones.

A paixão pela cena punk era tamanha que Bourdain cozinhava para os músicos favoritos em troca de ingresso para os shows.

Marky Ramone, que por anos foi baterista dos Ramones, contou, em entrevista exclusiva à CNN Brasil, a forma inusitada como surgiu a amizade com Anthony Bourdain.

"Eu estava andando por uma rua de Manhattan, em Nova York, e ele vinha no sentindo contrário, na mesma rua. Nos encontramos e ele chegou para mim e disse: ‘The Ramones e Richard Hell and the Voidoids (primeira banda punk de Marky) são minhas duas bandas favoritas’. Eu disse: ‘Uau, obrigado!’”, contou.

“Nós trocamos número de telefone, mantivemos contato e, daquele momento em diante, nos tornamos grande amigos." A amizade durou até o fim da vida de Bourdain, que morreu em 2018, na França, aos 61 anos.

Marky Ramone, baterista da banda punk Ramones, conta para a CNN como foi seu pri
Marky Ramone, baterista da banda punk Ramones, conta para a CNN como foi seu primeiro encontro com Anthony Bourdain (31.ago.2020)
Foto: CNN Brasil

O artigo que mudou tudo

Bourdain descobriu a paixão pela culinária ainda jovem, de acordo com ele, ao provar uma ostra quando viajava pela França com a família. Aos 22 anos, se formou em gastronomia no renomado Instituto de Culinária da América. Antes de ficar mundialmente famoso, trabalhou mais de 20 anos como cozinheiro profissional.

Em 1998, foi trabalhar no Brasserie les Halles, na época um dos restaurantes mais conhecidos de Nova York. Um ano depois, resolveu revelar os bastidores mais sórdidos de uma cozinha profissional (incluindo fios de cabelo na comida até contaminação cruzada de carnes) em um texto ácido e sem filtro.

O artigo “Não coma antes de ler isso”, publicado pela revista “The New Yorker” (clique aqui e leia o original em inglês), foi um enorme sucesso e se tornou a base para o livro “Cozinha confidencial”, que rapidamente virou um best seller. Já mundialmente famoso, não demorou para o chef embarcar no mundo da televisão.

CNN Brasil vai exibir "Lugares Desconhecidos", um dos programas de gastronomia e viagem de maior prestígio já produzidos na televisão mundial. A estreia será no dia 6 de setembro, às 18h30. Na versão da CNN Brasil, a apresentação será do chef André Mifano.

Bourdain e dois amigos chefs em frente a muro em 70
Bourdain, à esquerda, é visto na década de 1970 com outros chefs em Provincetown, Massachusetts. Mais tarde, ele entrou para a escola de culinária e foi trabalhar em vários restaurantes na cidade de Nova York.
Foto: UPPA / Photoshot / Newscom