Times Square vai sediar festa de réveillon virtual


Alec Snyder da CNN
24 de setembro de 2020 às 16:37
Times Square lotada no Ano Novo

Ano Novo na Times Square

Foto: Shutterstock

Os organizadores do evento de véspera de Ano Novo na Times Square em Nova York, anunciaram que vai haver festa neste ano, mas com algumas mudanças no formato.

A contagem regressiva para a meia-noite de 31 de dezembro (que, aliás, está a apenas 100 dias de distância) será “visualmente, virtualmente e com segurança”, de acordo com um vídeo divulgado pelos organizadores.

“Uma coisa que nunca mudará é o passar do tempo e a chegada de um Ano Novo à meia-noite de 31 de dezembro”, afirmou Tim Tompkins, presidente da Times Square Alliance, em um comunicado.

"Mas neste ano, teremos atrações virtuais, visuais e digitais, significativamente, novas e aprimoradas para complementar as experiências ao vivo limitadas (que ainda estão sendo desenvolvidas) que ocorrerão na Times Square”

Jeff Straus, presidente da Countdown Entertainment, que coproduz o evento, disse que parte do objetivo é esquecer a tensão que 2020 tem provocado na sociedade.

“Sentiremos saudades de ter todos aqui neste ano, mas levaremos nossa comemoração a vocês, seja você aquela pessoa que quer se desligar e se afastar das más notícias de 2020, ou aquela que quer entrar no novo ano com um senso de esperança, renovação e novas resoluções. Você poderá se juntar a nós virtualmente como nunca antes, como parte da celebração da Times Square 2021”, disse.

Apesar da angústia que a Covid-19 trouxe para 2020, o evento deste ano promete honrar “os espíritos corajosos e criativos que nos ajudaram e nos ajudarão a viajar por esses tempos desafiadores para o Ano Novo”.

Leia também:
200 mil mortes: Covid-19 causou mais óbitos nos EUA que 5 guerras somadas
Embaixador chinês na ONU chama resposta dos EUA à Covid-19 de 'fracasso total'

Detalhes precisos de planejamento permanecem escassos, mas o comunicado indicou que celebridades e pessoas que se notabilizaram em 2020 farão parte da festa.

“Mais detalhes virão, mas vamos comemorar com vocês de alguma forma no dia 31”, escreveu Tompkins no comunicado.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, aplaudiu os esforços que estão sendo feitos para que o evento ocorra em um ano marcado pela imprevisibilidade e uma reviravolta das normas sociais.

“Um novo ano significa um novo começo, e estamos ansiosos para celebrar”, afirmou o prefeito.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).