Arqueólogos espanhóis encontram 400 tumbas em necrópole islâmica antiga


George Engels e Amy Woodyatt, da CNN
20 de novembro de 2020 às 15:36
Necrópole em Tauste, na Espanha

Necrópole em Tauste, na Espanha

Foto: Divulgação/El Patiaz

Uma necrópole islâmica antiga contendo mais de 4.500 corpos foi descoberta no nordeste da Espanha, com arqueólogos escavando mais de 400 tumbas no local de mais de cinco acres (20.234 metros quadrados).

As tumbas foram descobertas em um cemitério do século oitavo na cidade de Tauste, perto de Saragoça em Aragão, disse Eva Gimenez, uma arqueóloga trabalhando na excavação da área pela firma Paleoymás, à CNN

No ano 711, forças árabes invadiram e conquistaram parte da península ibérica. Eles permaneceram pelos próximos sete séculos até 1492, quando a área foi tomada de volta pelos reinados cristãos.

Leia também:

Arqueólogos encontram vestígios mais antigos da história indígena em Salvador

Arqueólogos descobrem dezenas de sarcófagos egípcios lacrados

A ocupação muçulmana em Tauste era considerada "incidental e quase não-existente" por fontes tradicionais, disseram pesquisadores da Universidade do País Basco —mas a associação cultural da região suspeitava há muito que a área tivesse abrigado um grande assentamento islâmico por conta de sinais arquitetônicos e restos humanos encontrados na cidade, disse Miriam Pina Pardos, diretora do Observatório Antropológico da Necrópole Islâmica em Tauste da associação cultural El Patiaz, à CNN

De 711 a 1492, as fronteiras entre o norte cristão e o sul islâmico mudavam constantemente com as alterações de poder, de acordo com pesquisadores da Universidade do País Basco.

Uma primeira escavação do local em 2010 revelou uma necrópole de maisde cinco acres, espalhada por ao menos dois níveis, disse Pina Pardos.

Escavações em Tauste, Espanha, revelaram vários esqueletos

Escavações em Tauste, Espanha, revelaram vários esqueletos

Foto: Divulgação/El Patiaz

Estudos de DNA e de datação por carbono colocam a necrópole entre os séculos oitavo e 11, de acordo com El Patiaz. 

Cerca de 44 esqueletos foram descobertos em escavações menores nos anos após a escavação inicial, disse Pina Pardos, e, neste ano, mais de 400 corpos foram encontrados após autoridades determinarem uma escavação extensiva da área.

"É raro fazer uma escavação e encontrar 400 tumbas. É incrível", disse ela. 

Todos os esqueletos foram enterrados de acordo com os costumes islâmicos, posicionados à direita e encarando o sudeste, em direção à Meca, acrescentou Pina Pardos.

Corpos encontrados na necrópole em Tauste

Corpos encontrados na necrópole em Tauste foram enterrados de acordo com costumes islâmicos

Foto: Divulgação/El Patiaz

Especialistas acreditam que a descoberta vai desafiar o conhecimento prévio sobre assentamentos muçulmanos na área.

"Podemos ver que a cultura muçulmana e a presença islâmica nesta área é mais importante do que pensamos", disse Gimenez.

"Podemos ver que houve uma população muçulmana grande aqui em Tauste desde o início da presença dos muçulmanos na Espanha", acrescentou. "Isso é muito importante —as 400 tumbas muçulmanas mostram que as pessoas moraram aqui por séculos", disse.

Os restos serão catalogados, armazenados para pesquisa e estudados, de acordo com Pina Pardos.

(Texto traduzido, leia o original em inglês)