Quais são os países com entrada liberada para brasileiros nas férias?


Larissa Santos, em colaboração para a CNN
11 de dezembro de 2020 às 05:00
Movimentação no aeroporto em Denver, Colorado, nos Estados Unidos
Movimentação no aeroporto em Denver, Colorado, nos Estados Unidos
Foto: Kevin Mohatt/Reuters

Com a pandemia da Covid-19, muitas fronteiras foram fechadas para a entrada de visitantes internacionais. A maioria dos países estipulou condições específicas e individuais para a entrada de estrangeiros.

Os temores de uma segunda onda, somados à grande desvalorização do real em 2020, complicam ainda mais quem planeja passar as festas de fim de ano no exterior.

A grande maioria dos países manteve suas fronteiras fechadas, mas ainda há algumas poucas com circulação liberada.

Países com entrada liberada

O número de países com abertura para turistas é bem limitado: apenas nove e, entre eles, o Brasil. O México pode ser uma opção de destino, pois exige apenas um “questionário para Identificar Fatores de Risco em Viajantes" na chegada, que você encontra aqui.

Quem deseja ir para o Haiti, terá que se submeter a exames médicos e preencher um “Formulário de Declaração de Saúde” preenchido e apresentado à imigração.

Na Europa, as fronteiras abertas são Albânia, Sérvia e Macedônia do Norte. Para o trio de países não são necessário testes negativos nem quarentena.

Em situação semelhante também está o Afeganistão, que reabriu suas fronteiras em junho, sem restrições. A Turquia também pode ser uma opção, só é necessário passar por uma triagem médica.

Por fim, na África, a Guiné Equatorial permite a entrada de estrangeiros, mas se você não tiver um teste de PCR negativo feito 48 horas antes do desembarque, você terá que fazer um teste na chegada por sua própria conta.

Assista e leia também

Depois de tomar vacina, ainda preciso usar máscara?

Quem já teve Covid-19 precisará tomar vacina?

Países com condições variáveis

Determinados países estão com regras particulares para a entrada de estrangeiros e alguns especificamente não permitem brasileiros. Veja quais são:

Estados Unidos

Brasileiros não podem viajar para os Estados Unidos e a regra vale para qualquer estrangeiro que tenha passado pelo Brasil por menos de 14 dias antes de chegar no território americano. As exceções são: cidadãos americanos, residentes permanentes (pessoas com o Green Card), familiares de cidadãos estadunidenses e algumas outras situações particulares.

União Europeia

As regras dentro dos 27 estados dentro do bloco podem sofrer alterações. Países que são os principais destinos de turistas brasileiros, como França, Espanha, Portugal, Itália e Alemanha, estão com as fronteiras fechadas no momento. As exceções são: cidadãos do próprio país, cônjuges e filhos de cidadãos europeus, parentes imediatos, militares, estudantes com visto de estudo e outras condições específicas.

A partir do dia 14 de dezembro, a Espanha permitirá a entrada de brasileiros que apresentem um teste de PCR negativo feito a 72 horas da chegada no país, com certificado médico em inglês ou espanhol.

Reino Unido

Desde o dia 3 de dezembro, o Reino Unido reabriu suas portas para visitantes internacionais. Passageiros podem ter que ficar em quarentena por 14 dias. Os visitantes também devem preencher um “Formulário de Localização de Passageiros de Saúde Pública” ao chegarem na imigração.

Japão

Estrangeiros brasileiros e ou que estiveram no Brasil ao menos 14 dias antes de chegar em território japonês, não podem entrar no país.

Austrália

As fronteiras australianas estão fechadas para qualquer viajante que não seja australiano, familiar ou casado com cidadão do país e ou neozelandês.

Argentina

Desde o dia 5 deste mês, os voos foram reiniciados no país. Brasileiros podem visitar, desde que tenham um seguro saúde que cubra todas as despesas com a Covid-19 e apresentem um atestado médico negativo para coronavírus, emitido no máximo 72 horas antes da partida do primeiro ponto de embarque (quem não apresentar, estará sujeito a ficar de quarentena por 14 dias).

Estrangeiros também devem preencher a “Declaração Juramentada de Entrada em Território Nacional”.

Canadá

O país restringe a entrada de viajantes americanos até dia 21 de dezembro deste ano, e para estrangeiros dos demais países, a partir do dia 21 de janeiro de 2021 as fronteiras serão reabertas.

Chile

Viajantes podem entrar no Chile exclusivamente pelo Aeroporto de Santiago (SCL). Estrangeiros devem apresentar um exame médico com resultado negativo para COVID-19 (em específico o teste PCR SARS-COV-2), feito 72 horas antes da partida para o Chile e podem estar sujeitos a uma quarentena obrigatória de 14 dias.

É necessário preencher uma “Declaração para Viajantes para Prevenir Doenças do Coronavírus”, no máximo, 48 horas antes da partida para o país e também ter um plano de saúde com cobertura mínima de U$ 30.000, para cobrir despesas de uma eventual contaminação pelo coronavírus.

República Dominicana

As viagens para a República Dominicana foram retomadas neste mês. Para entrar é necessário preencher um “Bilhete Eletrônico” ou apresentar um formulário de declaração de saúde na chegada.

Viajantes estão sujeitos a ter que fazer exames médicos quando desembarcarem.

A organização IATA Travel Centre desenvolveu um mapa mundi interativo, que atualiza em tempo real as mudanças nas restrições nacionais e quais os requisitos para viagens internacionais. Você pode verificar o país que desejar neste link.