Dos 10 destinos mais procurados pelos brasileiros, 7 têm fronteiras fechadas

Na Europa, Lisboa, Paris e Londres estão no topo da lista; na América Latina, Buenos Aires, na Argentina, não aceita visitantes

Larissa Calderari e Camila Olivo, da CNN, em São Paulo
15 de janeiro de 2021 às 09:46 | Atualizado 25 de fevereiro de 2021 às 16:37
Bandeiras da UE e do Reino Unido durante protesto anti-Brexit em Londres
Bandeiras da UE e do Reino Unido na frente do Parlamento britânico, em Londres
Foto: Toby Melville - 17.dez.2018/Reuters 

A proibição da chegada de voos brasileiros no Reino Unido entra em vigor nesta sexta-feira (15). A medida foi tomada por causa da nova variante da Covid-19 descoberta no Brasil e se estende também a voos de países vizinhos.

A determinação chega quando o início de campanhas de vacinação pelo mundo fez muita gente pensar em voltar a viajar para o exterior.

 

Uma pesquisa da agência de viagens Decolar levantou os destinos mais procurados em 2021. Dos 10 primeiros, pelo menos sete têm as fronteiras fechadas para turistas brasileiros.

Europa

Na Europa, Lisboa, Paris e Londres estão no topo da lista. Além da nova restrição das autoridades britânicas, Portugal não recebe turistas. O país permite a entrada de residentes do território português e da União Europeia, assim como viajantes a trabalho ou estudo. Mas, mesmo os autorizados, devem apresentar um teste RT-PCR negativo, segundo o consulado de Portugal no Brasil.

O consulado francês informa que a França também exige o exame negativo feito com 72 horas de antecedência ao embarque. 

Estados Unidos

Estátua da Liberdade com a Lua ao fundo
Estátua da Liberdade, nos Estados Unidos
Foto: Brendan McDermid/Reuters

Três dos destinos mais populares estão nos Estados Unidos: Orlando, Miami e Nova York. No país, as fronteiras permanecem fechadas para viajantes vindos do Brasil.

Os agendamentos para solicitar visto de entrada estão suspensos por tempo indeterminado. Mesmo quem já tem visto válido e se encaixa em exceções como viagens para estudos e tratamentos médicos, não pode entrar nos Estados Unidos se esteve no Brasil nos 14 dias anteriores à viagem. Além disso deve passar a ser obrigatório nos próximos dias a apresentação do teste negativo de Covid-19.

A família de Luciana Nogueira teve os planos frustrados. Ela cancelou uma viagem planejada há dois anos, que seria para comemorar o aniversário de 15 anos da filha mais velha, em julho do ano passado. “Adquirimos as passagens aéreas, os ingressos para todos os parques da Disney. A nossa ideia era passar dez dias em Orlando e, infelizmente, não deu certo, a gente acabou não indo viajar”, conta a publicitária.

América Latina

Casa Rosada, em Buenos Aires, na Argentina
Casa Rosada, em Buenos Aires, na Argentina
Foto: Reuters 

Entre os destinos mais buscados na América Latina, Buenos Aires, na Argentina, não aceita visitantes.
Punta Cana, na República Dominicana, tem restrições para quem esteve no Reino Unido. Em Santiago, no Chile, os turistas brasileiros só podem chegar via aérea e precisam fazer uma quarentena obrigatória de 10 dias.

Outro destino citado na pesquisa é a cidade de Cancún, na costa do mar do Caribe, no México. Para lá, a exigência é a apresentação de um formulário de identificação de fatores de risco.

 

Hotel em Punta Cana, na República Dominicana
Hotel em Punta Cana, na República Dominicana
Foto: André Rigue/CNN Brasil 

Outros destinos

Fora da lista dos destinos mais populares, em locais como Filipinas, Nova Zelândia, Rússia, Angola, Mongólia e Argélia, até mesmo os residentes têm que cumprir exigências na volta para casa, segundo levantamento da Associação Internacional de Transporte Aéreo. No Uruguai, por exemplo, os moradores são sujeitos a um auto isolamento de sete dias.

Nas empresas de turismo, a pandemia provocou transformações no comportamento do consumidor. O número de brasileiros que saíram do país em 2020 foi 75% menor em comparação com o ano anterior de acordo com informações da Polícia Federal.

O gerente da Kayak no Brasil, Gustavo Vedovato, confirma que as intenções de viagem mudaram. “As buscas por destinos internacionais estão retomando, mas de forma mais lenta que as viagens dentro do Brasil. Mesmo durante a pandemia, nós observamos que as principais preocupações do turista brasileiro são as medidas de proteção de saúde contra a Covid-19 e as regras de cancelamento em marcação de datas”, afirma o gerente.

Recomendação

Antes de viajar para o exterior, é recomendado que o turista procure o consulado para saber as exigências de entrada no país. Em viagem com escala em aeroporto estrangeiro, é necessário verificar as regras também no local de parada.

Na volta ao Brasil, é obrigatório apresentar um teste RT-PCR negativo feito nas 72 horas antes do embarque.