Porto de Galinhas vai fechar bares e restaurantes entre 23h e 7h

O decreto também vetou a entrada, circulação, parada de ônibus de turismo, micro-ônibus, vans e similares aos finais de semana e feriados na orla de Ipojuca

Sinara Peixoto, da CNN, em São Paulo
16 de janeiro de 2021 às 16:06
Foto: Divulgação

A prefeitura de Ipojuca, no litoral de Pernambuco, proibiu a circulação de ônibus e suspendeu o funcionamento de bares, boates e restaurantes na vila de Porto de Galinhas entre 23h e 7h a partir deste sábado (16). 

Segundo texto do decreto 762/2021, as medidas seguiram orientações de um comitê que avalia a pandemia na cidade e buscam coibir aglomerações e evitar a transmissão da Covid-19 em um dos principais destinos turísticos da região, "a fim de que o Governo do Estado não precise tomar medidas mais drásticas como o fechamento das praias".

O decreto também vetou a entrada, circulação, parada e estacionamento de ônibus de turismo, micro-ônibus, vans e similares aos sábados, domingos e feriados na orla de Ipojuca, "exceto o que já se encontrava agendado na Secretaria de Turismo para este fim de semana (16 e 17 de janeiro)".

Os veículos que levam turistas do Aeroporto Internacional do Recife às praias de Ipojuca seguem autorizados a entrar, mas os motoristas deverão ter a relação de hóspedes e a confirmação de reservas de todos eles em hospedagens.

Um outro decreto estadual já havia proibido música ao vivo e som em bares, restaurantes, lanchonetes em Porto de Galinhas.

Segundo o Ministério da Saúde, até essa sexta-feira (15), 9.964 pessoas morreram vítimas da Covid-19 em Pernambuco e 239.155 foram infectadas pelo novo coronavírus.