Tabela Fipe: como funciona o guia de preços de carros

Pesquisa é referência do preço médio de carros novos e usados; tabela Fipe também serve para cálculo do IPVA e seguro auto

Tabela Fipe é uma referência de preços de carros novos e usados
Tabela Fipe é uma referência de preços de carros novos e usados 19/03/2020 - Reuters/Roosevelt Cassio

Thiago Venturacolaboração para a CNN

Se você é iniciante no universo automotivo e está buscando seu primeiro carro seminovo ou usado já deve ter se deparado com uma expressão: Tabela Fipe ou ‘valor Fipe’. Essa lista é uma referência de preços dos carros e neste texto você vai entender como funciona e como utilizar para comprar ou vender um veículo.

Fipe é a sigla de Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, uma instituição sem fins lucrativos criada em 1973 ligada a instituições de ensino, principalmente o Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

Entre as atividades da entidade, está o desenvolvimento de indicadores econômicos, dentre ele os preços médios de veículos, criada em 1998.

A instituição foi contratada pela Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados, de Capitalização e de Previdência Complementar (Fenaseg) para elaborar uma referência de preços para o pagamento do seguro auto. De acordo com fundação, a Tabela Fipe passou a ser publicada mensalmente em janeiro de 2001 com valores de motos, carros e caminhões.  Além disso, ela serve de referência para a base de cálculo do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA).

Como funciona a Tabela Fipe

Os valores da Tabela Fipe diferenciam marca, versão e ano do modelo. Se um veículo é 2021/2022, por exemplo, quer dizer que o carro foi fabricado em 2021, mas já é modelo 2022. Logo o valor de referência é o 2022. Há informação de carros usados desde 1985, caminhões desde 1981 e motos a partir de 1990.

Para calcular a tabela de preços médios de veículos, a Fipe usa o seguinte método: equipe coleta dados de um mesmo veículo ofertado no mercado, eliminando valores extremos e realizando uma análise estatística. Vendas especiais, veículos para revenda, frotistas, governo, brindados personalizados, conversões de motores e veículos de fabricação não entram na média. Importação independente e carros de teste também são desconsiderados.

Em relação à média de veículos zero, a Fipe apura os valores de um modelo considerando o o preço médio para uma versão, básica, intermediária e top de linha. O índice é atualizado mensalmente e o valor é expresso com mês/ano de referência. Isso porque carros normalmente desvalorizam com o passar do tempo.

Como usar a Tabela Fipe

O valor resultante na Tabela FIPE é uma média nacional que reflete os preços anunciados pelos vendedores para a maioria dos casos. Contudo, para chegar ao valor de mercado de um carro é preciso analisar caso a caso.

Por exemplo, um Chevrolet Onix Premier ano/modelo 2022 tem como valor Fipe R$ 89.424,00 válido para janeiro de 2024 . Esse índice desconsidera fatores como conservação, quilometragem e equipamentos. Para chegar ao ‘valor justo’, é preciso descontar pontos negativos como avarias ou alta quilometragem e adicionar no caso de fatores positivos, como pneus novos, opcionais originais ou baixa quilometragem. Além disso, é possível ter diferenças de preços entre regiões do Brasil.

Ao pesquisar ofertas de Onix Premier 2022 em sites de venda, é possível encontrar o modelo com valores entre R$ 88 mil e R$ 91 mil. Ou seja, a média do mercado bate com a referência da Tabela Fipe. Na busca, foi encontrada uma unidade por R$ 97 mil , com apenas 6 mil quilômetros: o vendedor cobra mais caro por um carro pouco rodado. Também foi encontrado um Onix Premier 2022 em Barbacena (MG) por apenas R$ 80 mil. O anúncio inclui a informação ‘passagem por leilão’, um fator que deprecia muito o carro e deve ser levado em consideração na hora da compra.

Caso o proprietário queira vender seu carro, a Tabela Fipe também serve de referência, mas o usuário precisa estar ciente de algumas práticas de mercado. Em geral, ao vender para concessionárias e agências de carros usados, a empresa paga um valor bem menor que a Fipe. Caso opte por um zero quilômetro na troca, é possível negociar um valor próximo da tabela. Caso o proprietário tenha como objetivo conseguir o valor da Fipe, é preciso fazer uma venda direta com pessoa física, situação que é mais arriscada por conta de golpes e crimes.

Clique aqui para consultar a tabela Fipe