Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pedro Venceslau

    Pedro Venceslau

    Pós-graduado em política e relações internacionais, foi colunista de política do jornal Brasil Econômico, repórter de política do Estadão e comentarista da Rádio Eldorado

    Lira diz a aliados que conversa com governo é reta e que cumpre sua parte nos acordos

    Declaração foi um dia após Lula fazer elogios públicos a Padilha durante evento em SP

    Lira diz a aliados que conversa com governo é reta e que cumpre sua parte nos acordos
    Lira diz a aliados que conversa com governo é reta e que cumpre sua parte nos acordos

    Um dia após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fazer um discurso com elogios ao ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, em um evento em São Paulo, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu que não responderá diretamente ao petista.

    Para um interlocutor próximo, porém, o deputado disse de forma irônica que seus interesses são “públicos” e que cumpre sua parte nos acordos feitos com o governo.

    Um dos focos de tensão na relação entre Lira e Padilha é a demora na liberação de emendas do Ministério da Saúde.

    Em tom de desabafo, o presidente da Câmara disse que o governo sabe que ele fez “a sua parte” e o que a Casa espera do Palácio do Planalto.

    Segundo o relato desse interlocutor, Arthur Lira insistiu que nada foi deixado de lado.

    “Cuidamos da nossa agenda aqui do nosso jeito, na nossa dinâmica. E eles de lá, seguem na toada do que entendem como mais apropriado”, disse o presidente da Câmara, em caráter reservado.

    Nessa mesma conversa, segundo apurou a CNN, Lira disse que “cada um de nós faz escolhas”, que isso “é legítimo e é da vida”.

    O raciocínio do deputado é que cada um sabe das suas dificuldades e do perfil dos articuladores, de suas qualidades e defeitos, das entregas e das promessas não cumpridas.

    “A marca nossa é da conversa reta, sem tergiversação. E vocês nunca viram o que foi combinado não ser honrado”, afirmou o deputado para o aliado ouvido pela CNN.

    Procurada, a assessoria de Alexandre Padilha ainda não se manifestou.